SEMENTES SÃO PERSPECTIVAS

Sementes

 

A palavra semente, por si só, desperta a percepção de nascimento, continuidade, prolongamento, perpetuidade. Semente de, alguma coisa, mesmo sendo mencionada de maneira figurada, é secundária. O primordial é que alguma coisa ou algo nascerá dessa semente.

Para que a semente brote é preciso que haja terra, que pode ser fértil ou nem tanto, água para hidratar e energia solar para aquecer.

Germinar é o objetivo da semente que ao sair do seu estado latente se sente estimulada pelo meio em que se encontra a superar as tão prováveis intempéries.

Um bom exemplo é a planta carnívora que se tornou carnívora em razão da batalha pela sobrevivência e consequente evolução da espécie, pois ao germinar em local inóspito, com solo pobre em nitrogênio, passou a capturar insetos e pequenos répteis, ricos em nitrogênio, para garantir a sua continuidade.

Toda semente guarda um segredo que vai sendo desvendado à medida que brota e se desenvolve.

Me lembro de quando meu filho, com apenas 5 anos, encontrou uma semente listradinha caída na calçada. Ao recolhê-la veio me perguntar o que nasceria daquela semente. Eu sabia tratar-se de girassol, porém não revelei e aproveitei a oportunidade para incentivar a curiosidade e atitude nele propondo que plantasse para descobrir. Tão logo chegamos em casa ele correu para o canteiro e plantou a sementinha. Todos os dias cuidava e observava se ela estava brotando. Quando, numa manhã, viu que um pequenino broto verde havia rompido a terra sua alegria foi indescritível. Ficava, a todo o momento, agachadinho, observando o crescimento da plantinha. E ela cresceu muito até que um dia nos presenteou com um lindo girassol.

Assim como este exemplo do girassol, tantas outras sementes são cultivadas por cada um de nós, todos os dias, em diferentes canteiros.

E quando a palavra semente se metamorfoseia em semente da palavra e passa a ser plantada no canteiro do outro?

Somos o único ser que utiliza a palavra como veículo para expressar pensamentos, ideias, opiniões. Todavia, alguns, em razão da trivialidade do uso, negligenciam, deixando de lado a responsabilidade dessa importância.

Quantos plantam a palavra e aguardam para colher a discórdia, a mágoa, a desunião, o ressentimento. Quantos ainda soltam suas sementes ao vento e espreitam, de longe, na expectativa de que brote em algum terreno descuidado. Quantos se deixam influenciar por palavras enganosas vindo a colher frutos de tristeza, decepção, dívidas, amarguras.

A palavra, seja ela escrita ou falada, tanto pode acalmar as lágrimas que, como se rios fossem, correm revoltosas chocando-se sobre as rochas do desespero, quanto pode incitar a avalanche que se precipitará soterrando sentimentos, relacionamentos, convivências.

A palavra que levanta também pode ser a que derruba; a que acaricia, pode ser a que golpeia; a que motiva pode ser a que desencanta; a que une pode ser a que esquarteja.

Palavras são sementes e sementes são perspectivas. É por esta razão que devem ser usadas com parcimônia.

Tetra Pak® lança novo site Rota da Reciclagem

Rota

 

Com novo layout, o site Rota da Reciclagem, o primeiro buscador de locais para entrega de recicláveis lançado no Brasil, está mais moderno e didático. A iniciativa da Tetra Pak® tem a missão de ajudar os consumidores a encontrar locais para destinar as embalagens longa vida pós-consumo e outros resíduos para a reciclagem, que sejam pontos de entrega voluntária, cooperativas de catadores ou comércios.

No ar há seis anos, a ferramenta tem mais de cinco mil pontos cadastrados, distribuídos por todas as regiões do Brasil. Disponível também como aplicativo, pode ser baixado gratuitamente pela Apple Store para os usuários de iPhone e iPad. O objetivo é tornar a informação contida no site ainda mais acessível aos consumidores e, desta forma, aumentar a participação dos consumidores na reciclagem.

De acordo com Fernando von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak®, a empresa tem grande conhecimento na área de coleta seletiva e reciclagem, funcionando como catalisadora neste processo. “O Rota da Reciclagem surgiu com o intuito de prestar um serviço à população, informando os locais de recebimento de materiais recicláveis para, com isso, aumentar o volume de material enviado para a reciclagem”, afirma.

Por causa do sucesso da ferramenta brasileira, a empresa também lançou há dois anos uma versão em espanhol, que traz os principais pontos mapeados na Argentina, Chile, Panamá, Costa Rica, República Dominicana, Paraguai e Uruguai. Hoje, o www.rutadelreciclado.com tem cerca de 500 pontos cadastrados e ainda deve ser ampliado para toda a América Central e do Sul.

Rota1

A Parceria Educa Já! e Revista Educatrix está de volta #Concurso

Educatrix

Conforme aconteceu nas edições anteriores a Revista Educatrix e o blog Educa Já! voltam a convidar os leitores e seguidores do @EuLeioEDUCATRIX, da @Editora_Moderna e da @cybelemeyer no Twitter bem como das páginas do Facebook do Educa Já! e Editora Moderna  para participarem do  concurso “Vozes da Educação” cujos 10 melhores  sairão publicados na próxima edição da Revista Educatrix como aconteceu com os comentários da Lucy Duró e Silvia Galhardo Wolf que participaram da promoção anterior e que tiveram seus comentários publicados nesta edição o qual se encontra disponível neste link http://pt.calameo.com/read/0028993272c49b07b7fb5 na seção CARTAS.

Além dos comentários publicados os vencedores ganharão um Kit com a revista Educatrix e uma caixa de som com o logo da Moderna. Veja a imagem abaixo:

Caixa de som Moderna

Para participar é muito simples:

         REGRAS:

  1. Acessar a versão on-line da revista EDUCATRIX disponibilizada neste  link http://pt.calameo.com/read/0028993272c49b07b7fb5
  2. Escolher e ler a matéria que mais lhe desperte interesse;
  3. Fazer um comentário sobre esta matéria aqui no Educa Já! clicando no link COMENTÁRIOS ou seja, no balão de diálogo localizado do lado direito logo após o título;
  4. Você poderá concorrer com vários comentários desde que sobre matérias diferentes;
  5. Quem comentar mais de uma vez, o nome será colocado na lista tantas vezes quantos forem os comentários;

         PRÊMIO:

1- Serão escolhidos 10 comentários a serem publicados na próxima edição da revista Educatrix

2- Os autores dos 10 comentários selecionados ganharão um KIT contendo a revista Educatrix e uma caixa de som com o logo da Moderna.

    PRAZO:

Você poderá enviar seu comentário até o dia 30 de setembro (30/09) às 23h59.

Após este prazo os comentários serão enviados para a comissão julgadora da revista Educatrix para que sejam analisados.

Aguardo a participação de vocês.

Tetra Pak® lança relatório de sustentabilidade 2012/2013

tetra

A Tetra Pak®, líder mundial em soluções de processamento e envase de alimentos, acaba de lançar o Relatório de Sustentabilidade 2012/2013. Durante o evento, realizado no Espaço Gardens, em São Paulo, a empresa promoveu um debate sobre o tema com representantes da cadeia produtiva do setor, entre eles Paulo Pianez, Diretor de Sustentabilidade do Grupo Carrefour; Fábio Feldmann, ambientalista e consultor; José Artêmio Totti, Diretor Florestal da Klabin; e Valdecir Viana, da Reciclamp.

Os resultados apresentados no relatório apontam para um grande avanço da companhia no que diz respeito à sustentabilidade nos últimos anos. A taxa de reciclagem das embalagens longa-vida no Brasil atingiu o patamar de 30% da produção em 2013, um crescimento de 9% em relação a 2012, chegando a 71 mil toneladas de embalagens da Tetra Pak®.

Elaborada de acordo com a metodologia Global Reporting Initiative (GRI) versão G4, a edição 2012/2013 do Relatório de Sustentabilidade da Tetra Pak® traz o seu conteúdo focado nos temas mais relevantes para a empresa e os públicos com os quais se relaciona identificados a partir de estudo de materialidade, realizado ao longo de 2014.

Segundo Fernando Von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak® do Brasil, a companhia trabalha de forma estratégica o conceito de valor compartilhado, gerando crescimento com responsabilidade em harmonia com o desenvolvimento sustentável para todos os elos da cadeia em que atua.

“A Tetra Pak® desenvolve continuamente inovações em processamento de envase e embalagens cada vez mais sustentáveis e eficientes. Com isso, não só agrega valor para os negócios, mas também para a sustentabilidade da empresa e toda a sua cadeia produtiva, reduzindo impactos ambientais e protegendo o futuro do planeta, de acordo com a Política Nacional de Resíduos Sólidos sancionada em agosto de 2010”, completa o executivo.

Leia o Relatório completo clicando AQUI

O TEMPO E A FITA MÉTRICA

O tempo e a métrica

 

Se disser que me lembro, saberão que estou mentindo, mas posso afirmar que ela estava lá uma vez que minha mãe afirma ter eu nascido com 50 cm. O meu peso ela não sabe dizer, uma vez que nasci em casa e balança não tínhamos, mas a fita métrica estava lá como testemunha ativa do meu comprimento.

Meus filhos, que nasceram em maternidade, tiveram seus comprimentos constatados bem como as medidas de suas cabeças e tórax propiciando importante avaliação do grau de maturidade e estágio de desenvolvimento.

Conforme iam crescendo novas medidas iam sendo registradas no Cartão da Criança.

Quem nunca teve quando criança, normalmente utilizando a parede na parte escondida atrás da porta, uma série de tracinhos feitos, um acima do outro, gerando um gráfico de crescimento? A constatação do quanto se cresceu desde a última medição sempre foi motivo de comemoração, mesmo quando vinha acompanhado de um pito sobre ter que se alimentar saudavelmente deixando de lado as tão deliciosas guloseimas.

Sempre fui muito magra o que provocava verdadeira neurose na minha mãe que me fazia tomar aqueles fortificantes caseiros feitos com ovos de pata batidos com casca e tudo no liquidificador acrescido de Biotônico Fontoura. Isso nunca me provocou qualquer alteração na balança. O desespero aflorava quando alguma conhecida dela se referia a mim como sendo fraquinha e de pouca saúde.  Por mais que eu dissesse me sentir bem e provar, através da minha energia, que era saudável e cheia de saúde, a magreza me condenava ao rótulo de raquítica.

Com a chegada da adolescência é que a fita métrica não ganhava trégua. Além da altura, o crescimento do busto, do quadril, da coxa, a diminuição da cintura entre outras eram medidas aferidas quase que diariamente pelas meninas. O universo dos meninos, de uns tempos para cá, não age de forma diferente. Eles também contam com o desempenho diário da fita métrica medindo o aumento do tórax, dos bíceps, dos tríceps servindo de parâmetro para aumentar ou conservar o número de exercícios realizados na academia.

Quando adolescente, eu sempre magrela, comecei a me sentir inferiorizada uma vez que minhas amigas, todas bem desenvolvidas, nunca eram barradas no cinema com censura para menores de 14 ou 16 anos, todavia eu…

Nessa época o padrão de beleza era o da Marilyn Monroe que conquistou a todos com suas curvas, porém eu era comparada à londrina Twiggy, magérrima, com enormes olhos, me fazendo detestar a fita métrica que insistia em constatar a mesmice das minhas medidas.

Hoje, após somar várias décadas de vivência, o qual o tamanho do busto, do quadril e da cintura já não ocupa a importância de outrora, mesmo assim não consigo deixar em uma gaveta qualquer a fiel fita métrica.

Ao esticar a fita métrica de 1 metro imaginando, com olhar otimista, ser ela a representação do caminho a ser percorrido durante a caminhada da vida, e diante dos 60 que aponta, me deparo com a evidência de que o tempo restante ocupa um lugar bem menor do que o tempo vivido.

Inicia-se então um sentimento de pressa imensa. A mesma pressa sentida quando pequena querendo crescer logo. Só que dessa vez a pressa é para que consiga experimentar, aproveitar, ler, viajar, amar, conhecer, viver tudo o que julgo ter direito, em uma velocidade tamanha tentando multiplicar o tempo restante.

A corrida é uma corrida ao contrário, o qual a pressa existe para que a vida ande devagar. Para que cada centímetro representando um aniversário, demore mais do que 12 meses, para que seja possível realizar todos os sonhos e desejos planejados.

Não tenho o controle para impedir que o uso da fita métrica se encerre, mas tenho a ensejo de aproveitar com qualidade o tempo que resta. É nesse momento que passo a valorizar as pequenas e singelas ações, a apreciar o canto dos pássaros mesmo embaralhado a tantos barulhos, a sentir o perfume das flores a despeito da poluição, a inebriar-me diante da harmonia de uma bela canção, a estimar as palavras de carinho e os gestos de atenção praticando a generosidade, a gentileza, o respeito continuamente. Procuro dar importância ao que realmente é importante tendo consciência do quanto é valioso o tempo que tenho desfrutando dele com mais qualidade.

Feliz daquele que, quanto antes, consegue esticar sua fita métrica e aproveitar cada centímetro como se único fosse.

Parkinson – Como entender e conviver com essa doença

parkinson_big

 

A partir da perspectiva de um portador de doença de Parkinson o leitor irá entender como a doença afeta a vida cotidiana e como é possível lidar com os problemas provocados por ela.

MEMÓRIA

… se eu colocar a roupa suja na máquina de lavar e então ir às compras, alguns dias podem se passar antes que eu me lembre de estender as roupas no varal.

…Eu procuro superar meus problemas de memória concentrando-me em fazer somente uma coisa de cada vez. Também mantenho uma pequena agenda em meu bolso de maneira que eu possa anotar coisas que precise me lembrar. Eu uso um relógio de pulso que vibra para me lembrar quando tenho de tomar meus remédios.

O autor fornece informações acessíveis sobre uma doença complexa através da experiência de David, que tem Parkinson e que também dá conselhos de como as pessoas podem ajudar quem tem essa doença.

A melhor forma de ajudar quem sofre de Parkinson é justamente se informar sobre a doença. Conhecer seus sintomas e efeitos é fundamental para compreender o que está acontecendo com a pessoa.

Assim sendo iremos sortear um exemplar desse livro.

Para participar acesse este link http://www.yesganhei.com/promocoes/92612

BOA SORTE!