Datas comemorativas – DIA DOS PAIS

Queridos amigos professores,

Foram bem de Férias? Descansaram bastante?

Estou feliz por estarmos de volta às nossas atividades.

Estou feliz também porque este mês é o mês de aniversário do Educar Já! e as comemorações estão sendo intensas.

O curso “A ARTE DE CONTAR HISTÓRIAS” está chegando ao seu final (24 de agosto) e o resultado está sendo MARAVILHOSO! As professoras estão participando intensamente. O convívio e interação diária que estamos tendo fizeram surgir uma amizade ainda maior e mais sólida. Pudemos nos conhecer e fazer grandes trocas. Está sendo um presente para mim.

Teve também o sorteio das camisetas, que já foram entregues, e que os ganhadores ficaram felizes.

Hoje estou enviando para a PAPIRUS EDITORA as frases do CONCURSO. Agradeço a todos que participaram e no dia do aniversário do blog – 21 de agosto – publicarei o nome dos três vencedores.

Então vamos trabalhar!

DIA DOS PAIS

NÃO DEIXEM DE OLHAR A POSTAGEM ANTERIOR SOBRE O DIA DOS PAIS.

PARA VER CLIQUE AQUI

O que comemorar no Dia dos Pais?

Extraído do Portal da Família

Do latim pater, a palavra pai designava originalmente toda pessoa que dava origem a outro ser. O Direito Romano, base de nosso ordenamento civil, conferia ao pai o título de paterfamiliae, o cidadão romano chefe de família. Já definiam os romanos que “is est pater quem justae nuptiae demonstrant” (o pai legítimo é aquele que o matrimônio como tal indica). E nesta condição, todos os seus descendentes a ele se vinculavam sem poder de oposição, onde se incluía a própria esposa.

Durante todo o século XX convivemos no Brasil com o pátrio poder onde todas as decisões da família eram tomadas apenas pelo homem da casa, tendo a esposa apenas participação colaborativa, mas não decisiva. Apenas com o novo Código Civil, em vigor desde 11 de janeiro de 2003, substituiu-se esta expressão (diga-se ultrapassada) para poder familiar, onde marido e mulher, juntos, deliberam consensualmente sobre os destinos de uma família.

Em sentido jurídico, pai é o ascendente masculino de primeiro grau. Eis, portanto, a definição legal. Mas a palavra pai não se limita a letra da Lei e surge de formas variadas em nosso dia a dia. O Dicionário Houaiss aponta com precisão um sem número de variáveis. É o “pai da pátria” (defensor de um país), “pai da criança” (autor de uma idéia), “pai das queixas” (delegado de polícia), “pai Gonçalo” (marido sem iniciativa, dominado pela mulher), “pai mané” (indivíduo ingênuo), “pai dos burros” (dicionário) e assim por diante. Eis aqui a definição popular.


Da mesma raiz latina encontramos a palavra paternitas, mostrando a qualidade ou o fato de ser pai, designando o liame jurídico que une pai e filho. E assim fiz minha enquete caseira e pedi aos meus filhos que definissem a palavra paternidade. Surpreendidos com uma pergunta tão inusitada, meu filho de 13 anos disse “o direito do pai ter a guarda do filho”. Minha filha de 11 anos disse “é o que o pai passa para o filho”. E meu caçula de 3 anos, bem, confesso que não insisti com ele ante o olhar entediado daquele questionamento.

Com as definições jurídica, popular e familiar, concluo que pai tem, sobretudo, forte conotação de hierarquia, de poder, de gestão. Neste Dia dos Pais, em que o ego masculino fica ainda mais comprometido, uma autocrítica é sempre bem vinda, a começar pela readequação da expressão poder familiar. O Código Civil, que em seu artigo 1.630 substituiu a expressão pátrio poder por poder familiar, deveria ter disposto, em substituição, a expressão pátrio dever ou, sendo fiel ao novo texto legal, dever familiar. A paternidade não institui direitos sobre os filhos, mas sim deveres para com os mesmos.

O artigo 1.634 do Código Civil é preciso ao determinar aos pais a garantia da criação e educação de seus filhos. E isto não se dá apenas no sustento material ou alimentar, mas também e especialmente no exemplo moral, de forma que a geração vindoura tenha corretamente moldado seu caráter. E ao contrário das obrigações conceituais, onde a contraprestação deste dever familiar se dá de forma pecuniária (custeio da educação, alimentação, vestuário, etc.), o exemplo moral requer comprometimento, renúncia e vocação. Não se pode exigir de outras pessoas atitudes que nós mesmos não adotamos, regra esta que seguramente se aplica de pai para filho.

Neste dia 10 de agosto festejamos o Dia dos Pais. Não se pode defini-lo como uma data do calendário civil. Estas têm dia certo e um caráter público institucional, como 21 de abril ou 07 de setembro. O Dia dos Pais também não é uma data religiosa, o que dispensa maiores justificativas. Portanto, deveríamos concluir ser um dia meramente comercial cujo ápice ocorre na entrega dos tradicionais presentes. E assim será apenas se o paterfamiliae deixar ser.

Mas esta data poderá ser vista de outra forma. Porque da palavra paternidade vem a raiz do adjetivo “paterno” que, outra vez recorrendo ao Mestre Houaiss, significa “que lembra o amor de pai; carinhoso, afetuoso, paternal”. Ou seja, a maior gratificação do Dia dos Pais não é receber um presente do filho, mas em oferecer um carinho para ele.

Luiz Kignel

MENSAGENS PARA O DIA DOS PAIS

Extraído do Literarte

CANÇÃO DE AMOR
Luiz Carlos Amorim

Vem, pai,
senta-te à soleira
do meu coração
e me conta
uma história de vida.
Encosta a tua cabeça
num pedacinho da minha alma
e me canta
uma canção de ninar.
Depois, diga-me, por favor,
um poema de amor,
um daqueles
que quase ninguém disse,
e só você pode me dizer…

***************************************

PAI…
Aracely Braz

Brotei de ti,
Porque me deste o ser.
Copiei de ti
Humildade, crença, viver!
Refletes em mim
A pureza e amor
Que em teu caminho ficou.
Pai!
Quisera eu vencer
O firmamento
E num momento
Transpor do espaço
A imensidade
Da minha saudade…
Te agradeço
Dos vendavais o brilho!
Ajuda-me a pontilhar
O mesmo trilho
Que um dia pontilhaste, pai!

**************************************

AS MÃOS DE MEU PAI
Mário Quintana

As tuas mãos têm grossas veias como cordas azuis
Sobre um fundo de manchas já da cor da terra
Como são belas as tuas mãos
Pelo quanto lidaram, acariciaram
Ou fremiram da nobre cólera dos justos…
Porque há nas tuas mãos, meu velho pai,
Essa beleza que se chama simplesmente vida.
E, ao entardecer, quando elas repousam
Nos braços da tua cadeira predileta,
Uma luz parece vir de dentro delas…
Vira dessa chama que pouco a pouco, longamente,
Viste alimentando na terrível solidão do mundo.
Como quem junta uns gravetos e tenta acendê-los
Conta o vento.
Ah, como os fizeste arder, fulgir, com o milagre das tuas mãos.
E é, ainda, a vida que transfigura as tuas mãos nodosas…
Essa chama de vida – que transcende a própria vida…
e que os anjos, um dia, chamarão de alma…

********************************************

TRINDADE
Angela Togueiro

Nós dois ali…
O balanço… A bicicleta… O parque…
O jardim… A bola que rola… O tombo…
Olhando as travessuras
E as desventuras do meu filho,
Teu neto.
Entre nós e de nós, um passado:
As mesmas travessuras,
As mesmas desventuras.
O mesmo abraço,
As mesmas palavras
De consolo e ânimo.
Nosso olhar que se encontra
No átimo fugaz de um passado
Tão presente, tão hoje, tão agora. Tão futuro
Paiiiiiiiiiiê! Paiiiiiiiiiiê!
Um grito que nos chega,
de nós mesmos. Do meu filho.
Um abraço único,
Que nos une
Cada dia mais,
No parque da vida,
No jardim das recordações,
Seguindo exemplos,
Dando os mesmos passos,
Querendo acertar sempre.
Travessuras… desventuras… Vida.
Trindade abençoada!

Lembrancinha para o Dia dos Pais: Porta Lápis

Extraído do Criando Criança

Esse porta lápis é feito de caixas de leite, super fácil e custa quase nada.

Material:

Duas embalagens de leite (uma retangular e uma quadrada)
Papel alumínio
Um pedaço de madeira ou papelão grosso
Cola quente
Tinta Spray

Pondo a mão na massa:

Recorte a parte de cima das caixas deixando quatro pontas nos cantos. A caixa retangular deve ficar mais alta do que a quadrada;

Revista as caixas com papel alumínio e faça desenhos com a cola quente;

Fixe o conjunto no suporte de madeira/papelão grosso e pinte com tinta spray.

Extraído do Smart Kids

CLIQUE NAS FIGURAS PARA AUMENTÁ-LAS

CARTÕES PARA COLORIR

APRESENTAÇÃO

Rock do tempo do papai…
Extraído do Paixão de Educar

Material Necessário:
– perucas coloridas (1 para cada aluno)
– óculos coloridos (1 para cada aluno)
– guitarras – de brinquedos ou feitas de papel (1 para cada aluno)

Os materiais serão usados para uma apresentação em homenagem aos pais.Podem ser comprados ou confeccionados pela professora juntamente com os alunos – o que os torna mais significativos.

É importante ensaiar prévia e animadamente as crianças para que no dia da apresentação sintam-se a vontade.

A melodia sugerida é simples e dependendo da faixa-etária e do nível da turma pode-se aproveitar para explicar o que é uma paródia, levando a música original para que escutem em aparelho de som e em seguida propor que criem outras paródias com melodias e ritmos de músicas que conhecem e gostem. No final um livrinho das paródias da turma pode ser montado.

Idéia: Se o tema de todas as paródias criadas pelas crianças for em homenagem aos pais, o próprio livro, ilustrado, com fotos, e encadernado,pode ser a lembrança de dia dos pais.

O importante é usar a criatividade!

Para as crianças que não possuem a presença paterna o melhor a fazer é encarar naturalmente e sugerir a presença de alguém querido da família.

AO PAPAI EU OFEREÇO

( Melodia: Namoradinha de um amigo meu – canção de Roberto Carlos )

Ao papai eu ofereço
Todo o carinho do meu coração
Você que me alegra a vida
Precisa receber a minha gratidão
Dom, Dom, Dom, Dom!

Um dia eu nasci
Aprendi a falar
E você vai ter que me escutar

Vou esperar mamãe
E eu vou lhe falar
Que você é gente fina
E que pra sempre eu hei de te adorar
Que você é gente fina
E que pra sempre eu hei de te adorar!
Autoria: Paty Fonte

A melodia sugerida é simples e dependendo da faixa-etária e do nível da turma pode-se aproveitar para explicar o que é uma paródia, levando a música original para que escutem em aparelho de som e em seguida propor que criem outras paródias com melodias e ritmos de músicas que conhecem e gostem. No final um livrinho das paródias da turma pode ser montado.

Idéia: Se o tema de todas as paródias criadas pelas crianças for em homenagem aos pais, o próprio livro, ilustrado, com fotos, e encadernado,pode ser a lembrança de dia dos pais.

CURSO EM EAD – “A arte de contar histórias”

O ser humano sempre adorou contar histórias. O hábito de contar história é milenar tendo origem antes mesmo da escrita a qual eram passadas de geração para geração através da fala onde cada um dava seu toque pessoal.Você que aprecia contar histórias poderá participar do curso “A arte de contar histórias”
Você adora contar histórias? Então se inscreva no nosso curso.
Saiba como proceder clicando AQUI

***********************************************************************************

Você já pode se inscrever no I Congresso de Tecnologias na Educação:

* como leitor,

* para apresentação de artigos,

* relatos de experiências

* e para fazer minicursos.

Corra porque as vagas estão se esgotando.

Leia mais sobre o Congresso e faça sua Inscrição no Site do Congresso, neste link.

*********************************************************************************

O Educacamp vai pro nordeste

Pois é amig@s. Depois de uma bela edição na “cidade que não para”, o
Educacamp migra para terras mais quentes. O próximo destino é…
Fortaleza!

Lá, dos dias 19 a 23 de agosto, acontecerá o I Encontro de Educação e
Inclusão Digital com Software Livre, como parte do III Congresso
Estadual de Software Livre – Ceará (CESoL). E uma das atividades do
encontro é justamente a segunda edição do Educacamp.

Serão disponibilizados diversos espaços na estrutura do evento para que
as pessoas possam apresentar painéis, organizar encontros e
intervenções e interagir com softwares educacionais em laboratórios e
na “Tenda de Inclusão Digital”.

Maiores detalhes (e formulário de inscrição) podem ser encontrados na página oficial do congresso:
http://cesol. gelsol.org/ node/22.

Portanto, ‘bora lá pra Fortaleza falar de educação e tecnologia!

3 thoughts on “Datas comemorativas – DIA DOS PAIS

  1. Amei o porta retrato de rolinhos de papel higienico. Vou fazer. Desejo de coração tudo de melhor para vc. Beijinhos veronica Guimarães.

    Cybele Reply:

    Olá Verônica, tudo bem?

    Obrigada pelo carinho do comentário e por acompanhar o Educa Já!
    Contamos com a sua presença também neste ano de 2013.
    Tudo de bom!
    abraços
    Equipe Educa Já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *