Datas comemorativas – DIA DA ÁRVORE


Confira as postagens antigas

Dia da Árvore – Para ver clique AQUI

Dia da Árvore – Para ler clique AQUI

DIA DA ÁRVORE – 21 de Setembro

Fonte: Embrapa

Árvore é sinônimo de vida. Uma árvore, por si só, pode nos trazer muitos benefícios. Desde a sombra aconchegante, até a folha de papel. As florestas plantadas (reflorestamentos) pelo homem devolvem a ele serviços e bens. Mas o equilíbrio tem que ser mantido com a preservação das matas nativas e a proteção dos mananciais, onde a flora e a fauna encontram ambientes diversificados.

Sob o aspecto econômico, valiosos produtos obtemos da árvore: madeira para as construções e o mobiliário, celulose para o papel, carvão para as caldeiras, substâncias medicinais, óleos, resinas, gomas, essências, mel, frutos, flores e muitos outros.

Sob o aspecto ecológico, dela recebemos incontáveis benefícios: a proteção dos solos, rios, nascentes; a preservação da vida silvestre; a manutenção da qualidade de vida, e muito mais.

Por tudo isso, é da maior importância a conscientização e a contribuição de cada um de nós, plantando uma árvore e cuidando para que se desenvolva.

PARA ABRAÇAR A CAUSA VERDE

Fonte: Ciram

É difícil e incômodo seguir a maioria das recomendações dos ecologistas. Quem topa parar de comer carne? Quem pode ir para o trabalho de bicicleta? Esse é o motivo pelo qual uma campanha razoável tomou força nos Estados Unidos. Trata-se da dieta do carbono.

Seu objetivo é estimular pequenas alterações na rotina, afim de reduzir em até 75% as emissões per capita de gases que provocam o efeito estufa, como o metano e o dióxido de carbono, dois fortes poluentes que contem carbono na composição.É possível medir,em quilos do carbono, a agressão causadas por várias atividades humanas (técnicos da ONU utilizam para tanto a unidade de carbono equivalente, ou CO²).

Desde a energia gasta para aquecer o chuveiro elétrico até a poluição emitida numa viagem de carro, tudo resulta num rastro de fumaça. Dessa forma, ambientalistas conseguem calcular o impacto ambiental de alterações simples no cotidiano, como reduzir o tempo de banho em dez para cinco minutos. Com o auxílio da lista que segue, estabeleça sua meta e comece a dieta do carbono. A adaptação da campanha à realidade brasileira foi realizada pela ONG Iniciativa Verde a pedido da VEJA.
_____

1° Passo: Calcule suas emissões anuais de carbono em www.vejaonline.com.br ou tome por base a média de 7.000 quilos de carbono equivalente (CO²e), estimada peça ONG Iniciativa Verde como a que melhor reflete os hábitos das pessoas que vivem nas cidades*

2° Passo: Confira o que você pode fazer pela natureza e estabeleça uma meta razoável para minimizar a sua agressão. As sugestões estão agrupadas conforme o impacto que têm.
_____

COMO VOCÊ PODE AJUDAR?

Para reduzir em cerca de 50% as emissões de gases que causam o efeito estufa.

Considerando que o brasileiro roda de carro, por ano,12.000 quilômetros, é possível cortar pela metade a poluição. Eis como:

Trocar o carro a gasolina por um modelo biocombustível e abastecê-lo somente com álcool). Redução anual nas emissões de poluentes: 3.000 quilos de CO²e.

Manter velocidade de 100 quilômetros por hora nas estradas. Quando se dirige a 120 quilômetros por hora, o carro queima 15% mais combustível. Redução anual nas emissões de poluentes: 3.800 quilos de CO²e.
_____

Para reduzir 5% as emissões de gases que causam o efeito estufa
A dieta do carbono tem algumas regras duras. Mas, como o fim compensa, tente realizar algumas destas mudanças de hábito:

Usar ventilador no lugar do ar-condicionado contra o calor. Redução anual nas emissões de poluentes: 340 quilos de CO²e
Deixar o carro na garagem duas vezes por semana. Nessas ocasiões, sair de casa de ônibus, metrô ou carona. Redução anual nas emissões de poluentes: 320 quilos de CO²e
Comer carne uma vez por semana – não três vezes, que é a média do brasileiro. Em gramas, deve-se cortar o consume de 670 para 220 gramas. A lógica por trás dessa sugestão é conter o desmatamento para a pecuária, atividade que emite muito CO². Redução anual nas emissões de poluentes: 380 quilos de CO²e.
Levar as compras de feira e de supermercado em sacolas reutilizáveis. Redução anual nas emissões de poluentes: 380 quilos de CO²e.
_____

Para reduzir em cerca de 1% as emissões de gases que causam o efeito estufa.

As atividades abaixo relacionadas não requerem muito esforço e representam redução de cerca de 1% na sua agressão. Procure realizar o maior número delas:

Tirar da tomada oito aparelhos que puxam energia em standy-by. Na lista entram aparelho de som, microondas, DVD, computador, impressora, carregador de celular, cafeteira e telefone sem fio. Redução anual nas emissões de poluentes: 53quilos de CO²e.
Separar papel para reciclagem. Redução anual das emissões de poluentes: 70 quilos de CO²e.
Trocar duas lâmpadas de 60 e 75 watts por duas de 13 e 19 watts. Redução anual nas emissões de poluentes: 51 quilos de CO²e.
Cortar o tempo de banho de dez para cinco minutos. Redução anual nas emissões de poluentes: 30 quilos de CO²e.
Configurar o computador para entrar em modo de espera após dez minutos da inatividade. Redução anual as emissões: 42 quilos de CO²e.

ELE VAI DE PATINETE AO TRABALHO

Os alunos da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo acostumaram-se ao modo peculiar como o professor de patologia Paulo Saldiva, 52anos, chega para dar aula: de bicicleta ou de patinete. Ele restringiu o uso do carro aos fins de semana e às saídas à noite. Umas vantagens que ele aponta em andar sobre rodinhas:

O ar é menos carregado. “A poluição dentro do carro chega a ser 30% maior, pois ela fica mais concentrada”, explica Saldiva, que também é diretor do laboratório de poluição da USP.
É mais rápido. O trecho entre sua casa e a faculdade em que gasta 35 minutos de carro, é feito em 25 minutos de patinete e em dezoito de bicicleta.
Ajuda a manter a forma física. Emagreci 20 quilos depois que comecei a pedalar diariamente”, diz Saldiva, que percorre entre 10 e 20 quilômetros dependendo do campus onde tem de dar aula.

ECOLOGIA À MESA

casal Ismar Rachmann.29 anos, e Viviane Dias, 31, busca ser ecologicamente correto principalmente nos hábitos que se referem à alimentos.

Os dois eliminaram todo tipo de carne do cardápio. “A criação do gado vem se estendendo, ocupando áreas de mata nativa e esgotando o terreno para outras produções, como a agricultura”, diz Viviane. Ela é vegetariana desde os 16 anos e passou o hábito para o namorado.

Eles compram tudo o que comem na feira, duas vezes por semana. “Além de os alimentos serem mais saudáveis, é uma forma de incentivar os agricultores locais, que produzem sem prejudicar o meio ambiente”, diz Ismar. No supermercado, eles compram apenas produtos de limpeza e higiene.

O casal aponta uma diferença entre os produtos industrializados e os vendidos a granel (ou sem embalagem): “O processo não industrial gasta menos papel e plástico, produzindo menos lixo. Além disso, é preciso menos gasolina para transportar o alimento do campo para a feira, em comparação com os produtos que antes são levados à fábrica”, diz Viviane.

QUANTAS ÁRVORES PEGAM SUA DÍVIDA

Arvores absorvem dióxido de carbono (CO²) PARA CRESCER. Por esse motivo, plantá-las é uma forma de compensar danos à natureza. Especialistas consultados por VEJA calcularam quantas árvores deveriam ser semeadas para neutralizar algumas atividades do cotidiano.

Para manter o laptop ligado oito horas por dia, ao longo de um ano: 1 árvore.
Para manter uma televisão ligada seis horas por dia ao longo de um ano: 1 árvore.
Para manter o ar-condicionado ligado oito horas por dia, ao longo de um ano: 7 árvores.
Para iluminar os postes de um quarteirão, ao longo de um ano: 11 árvores.

OS VILÕES DO AQUECIMENTO GLOBAL

O Brasil está entre os dez países que mais contribuem para o efeito estufa. Cerca de 70% dos gases poluentes lançados á atmosfera são provenientes de queimadas. Nos países desenvolvidos, a maior parte das emissões de CO² está vinculada à queima de petróleo para o transporte e para a produção de energia elétrica. Observe o ranking.

PAÍSES – Contribuição parar o efeito estufa

1°ESTADOS UNIDOS 20%
2ºCHINA 15%
3°UNIÃO EUROPÉIA 14%
4°RÚSSIA 6%
5°ÍNDIA 5,6%
6°JAPÃO 4%
7°ALEMANHA 3%
8°BRASIL 2,5%
9°CANADÁ 2,1%
10°INGLATERRA 2%

ATIVIDADES:

DRAMATIZAÇÃO: OS AMIGOS DAS ÁRVORES

Fonte: Prazer de Ensinar 2

ÁRVORE – Eu tenho amigos. Vem cá, Sol… Vem cá, chuva… contem aos nossos amiguinhos da escola como vocês me ajudam!

SOL – Eu arrebento o fruto e a semente cai na terra. E, assim, nascem muitas plantinhas.

ÁRVORE – Sabe sol, às vezes você é tão forte, que me prejudica.
Você torra as minhas folhas. Seca a terra onde vivo.

SOL – Eu atrapalho muito, porque nem sempre a chuva aparece.

CHUVA – Aqui estou eu, estavam falando de mim, não é?

ÁRVORE – Mas você também me prejudica quando custa a aparecer e fica dias e dias caindo e encharcando tudo a minha volta.

SOL – Quando eu volto, tenho um trabalhão para secar tudo.

CHUVA – Gostaria de ser sempre amiga e vou ensinar uma musiquinha para cantarmos juntos:

Pingo, pinto, mas de leve
Ouvem os ouvidos meus
Vem o Sol já muito em breve
Chuva e sol são dons de Deus
(Música Ciranda, cirandinha)

SUGESTÃO DE ATIVIDADES:

ARTE:

Dar a cada criança uma folha com o desenho de um tronco de árvore, para colarem folhas e flores secas que trouxeram de casa ou recolhidas em jardins ou parques.

Recortar flores grandes em papel colorido e fazer móbiles

Fazer pequenos arranjos com galhos e flores secas em vasinhos de barro

Fazer desenhos, pinturas, recortes e dobraduras de plantas ou parte delas.

CULMINÂNCIA

Plantio de árvores em área verde da escola

Exposição dos trabalhos feitos durante o projeto

Exposição das plantinhas cultivadas pelas crianças

Jornal mural com a conclusões e observações das crianças feitas durante o projeto. As próprias crianças o ilustrarão.

Fonte: PLANETA ANINHA

PARA COLORIR

Fonte: Ajudando professoras

One thought on “Datas comemorativas – DIA DA ÁRVORE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *