Datas comemorativas – SEMANA DOS BONS DENTINHOS

História dos dentinhos

Fonte: A magia de Aprender

DENTINHOS LIMPINHOS

Era uma vez dentinhos de leite que sofriam muito com o ataque das bactérias depois de cada refeição. Isso porque o garoto, dono da boca onde os dentinhos moravam, sempre esquecia de escovar os dentes.

Não tinha para ninguém:
As bactérias vinham com tudo, ajudadas pelos restos de alimentos que ficavam entre os dentes dando a maior força para as cáries.

- SOCOOOORRO!!!!!

Ouvindo o chamado desesperado dos dentinhos, a pasta de dentes pulou em cima da escova e gritou ainda mais alto:

- Lá vamos nóóóóóós!

E voaram para dentro da boca para socorrer os chorões.

Pulando corda veio a Fita Dental. Enfiou-se entre os dentes dando um “chega pra lá” nos restinhos de comida.

- Quem nos ajuda?
- Somos nós? Pasta de Dentes, Escova e Fio ou Fita Dental.

Este é o batalhão da Higiene Bucal em Ação. Estamos em mais uma missão diária importante!

Eles fizeram seu trabalho. Expulsaram as bactérias e evitaram, mais uma vez, que os dentes fossem atacados pelos bichinhos da cárie.

PARA QUE SERVE:

ESCOVA DE DENTE:

Ajuda a retirar os restos de comida que ficam presos nos dentes. Você pode escolher um daqueles modelos bem incrementados, coloridos. Mas fique ligado, porque não adianta ser apenas bonita, a escova que ser também eficiente, com tamanho adequado para sua boca e cerdas macias para limpar sem machucar.

Seu dentista pode orientar você a escolher a melhor escova.

Quando a sua escova ficar descabelada é hora de trocar por uma novinha. Temos que substituí-la rapidinho.

A PASTA DE DENTE:

Ela garante a limpeza da boca ao retirar a placa bacteriana, além de conter flúor.

Flúor é uma substância que torna os dentes mais resistentes. Mas nada de exagero!
Basta uma pequena quantidade (uma golinha do tamanho de uma ervilha).

No final da escovação cuspa tudo fora, não engula nada. Pasta de dente é para limpar, não para alimentar.

FIO OU FITA DENTAL:

Deve ser usada pelo menos uma vez por dia. Magrinha e fininha daquele jeito, a fita dental consegue chegar onde a escova não alcança completando o serviço.

ESCOVA PRA CÁ, ESCOVA PRA LÁ EXÉRCITO A POSTOS?
ENTÃO! VAMOS AO ATAQUE:

É preciso percorrer todo o território com a escova.
Você não quer deixar nenhuma área desprotegida, não e?
Escove os dentes tanto na parte de fora quanto na parte de dentro, tanto os dentes da frente quanto aqueles que estão lá atrás.

Nos dentes de cima passe a escova de cima para baixo. Nos dentes de baixo faça o movimento contrário de baixo para cima. É como se estivesse “penteando” os dentes girando levemente a escova, sempre tomando a gengiva como ponto de partida e indo até o topo do dente.

E já que seu exército está na área, aproveite para escovar também a língua. Ela também merece uma faxina.

Completando a operação de guerra, entra em capo a fita dental tirando de campos os restos de comida que ficaram escondidos entre os dentes.

Esta é a famosa guerra entre a higiene bucal e as bactérias que causam a cárie. Porém de nada vale a escova, a pasta de dente e a fita dental se não tiver a sua ajuda. Você é que tem que liderar o combate às cáries garantindo a limpeza e a conservação dos dentes.

Por isso, depois das refeições ou de comer doces e antes de dormir, não esqueça de colocar em ação o Batalhão da Limpeza Bucal: A Escova de Dentes, Pasta e Fio ou Fita Dental.

XÔ CÁRIE

Fonte: Canal Kids

Como guerra é guerra, nada melhor do que conhecer o inimigo. Vamos lá:

A cárie acontece quando uma certa bactéria, muito chata por sinal, transforma os restos de alimentos que ingerimos, principalmente o açúcar, em ácidos prejudiciais aos dentes.

Essa bactéria fica grudadinha com muitas outras sobre os dentes e ao redor das gengivas, formando uma película chamada placa bacteriana.

Insistente e teimosa, essa placa se forma todos os dias. Os ácidos liberados pelas bactérias da placa atacam o esmalte dental (a parte branca), até causar um “buraco”, a famosa cárie, em um processo chamado desmineralização.

Se não for tratada logo, a cárie começa a aumentar e a corroer o interior do dente, provocando dor. E não dá pra descuidar, porque as cáries atacam sem avisar.

Sabia que a dieta tem tudo a ver com a cárie? É bom comer alimentos ricos em fibras, como cenoura, aveia, maçã, pepino e verduras em geral.

Eles são verdadeiros desinfetantes, pois diminuem a acidez da boca, que também contribui para a cárie.

E agora a parte mais difícil: evitar comer muito chocolate, balas, doces e refrigerantes_ ou seja, tudo que é rico em açúcar. Assim como a gente, os tais ácidos também adoram um docinho.

Os dentes não querem saber de moleza: eles também precisam de exercícios. É verdade!

Mas não precisa levá-los para a academia. A melhor ginástica para os dentes _ e também para as arcadas dentárias, onde eles estão confortavelmente instalados _ é mastigar alimentos duros, como maçã e cenoura crua.

Se até os dentes gostam de ginástica, por que você vai ficar nessa preguiça toda, enrolando na hora de escovar os dentes?

Modelos para utilizar em sala de aula

Fonte: Baú das idéias

ATIVIDADES

Fonte: Brincando e Educando

Feito com lata de achocolatado

LEMBRANCINHAS

Fonte: Oficina de Criatividade

VISEIRA

PACOTINHO SURPRESA

CRACHÁ

PONTEIRA DE LÁPIS

BOTON

MOLDE

MOLDE SACOLINHA

PROJETO – Saúde Bucal

Fonte: Escola Estadual Edmo Teixeira

APRESENTAÇÃO

O presente Projeto implantado na 2ª série vespertino na Escola Estadual Edmo Teixeira, apresenta uma proposta enriquecedora e planejada, buscando a conscientização dos hábitos de higiene bucal.

Em se tratando de educar para higiene bucal, há de se buscar uma prática participativa de modo que as orientações para os alunos sejam coerentes com a linguagem do próprio corpo.

A presença do educador com uma nova visão se torna imprescindível e fundamental, pois é, preciso que “saber” seja extensivo a todos, é preciso facilitar para que o aluno se aproprie do conhecimento científico a respeito do próprio corpo, sobre as condições de vida da população e sobre sua importância de colocar em prática certos hábitos que contribuirão decisivamente no cuidado com a boca.

Quando o aluno percebe que estes hábitos o ajuda a viver melhor sem dúvida alguma ele estará motivado a colocá-la em prática com regularidade.

Isso faz com que o educador seja o mediador entre aluno/família, renovando e incentivando o interesse em se praticar corretamente os hábitos de higiene bucal.

Objetivos Específicos:

* Assistir vídeos para ajudar na compreensão do tema.
* Despertar no educando o prazer da leitura informal.
* Melhorar a capacidade de expressão oral e escrita dos alunos.
* Desenvolver habilidades de uso da informática educativa.
* Perceber a importância dos alimentos para o fortalecimento dos dentes.
* Reconhecer a necessidade de adquirir bons hábitos de higiene bucal.

1ª – Assistimos aos vídeos Cuidado Dentes, Prá cárie não tem boquinha não da TV Escola, onde retrata as noções básicas da higiene bucal. Logo após, fizemos um debate onde as crianças relatam o que sabiam e o que gostariam de saber.

O que elas sabiam:

* Da existência da cárie;
* Da necessidade da escovação;
* Devemos ir ao dentista.

O que elas queriam saber:

* Como cuidar dos dentes?
* Como escovar corretamente os dentes?
* Como causam as cáries?
* Por que o dentista usa luvas e máscara?
* Como usar o fio dental?
* Por que nascem os dentes de leite?
* Por que temos que comer frutos e legumes?
* Por que não podemos comer doces?
* Por que sentimos dor nos dentes?

2ª – Lendo e interpretando diversos textos: “Características e funções dos dentes, dor de dente, O que são cáries, Dentes de leite e A saúde bucal está nos alimentos.” Todos estes retirados da Internet.

3ª – Estudando a transparência da Cartilha do Estudante Zé Escovinha, conhecendo a nossa boca, as cáries e as quatro defesas contra as cáries (escova, creme dental, fio dental e fluor) e de como usa-las.

4ª Atividade no Laboratório de Informática Educativa, utilizando o software Paint e os recursos necessários para os alunos ilustrarem uma boca e seus respectivos dentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>