O amor pelos animais

Sempre digo que adoro animais.

Em casa sempre tivemos pelos menos um animal. Houve época em que tivemos ao mesmo tempo, cachorro (Plutão), 3 codornas (Huguinho, Zezinho e Luizinho), 2 Coelhos (Tambor e Clarinete) e 1 Chinchila chamada Docinho. O amor pelos animais sempre foi tão grande que minha filha caçula fez veterinária e cuidou do nosso pastor alemão chamado Sadan que se foi em abril com quase 16 anos.

Um animal que eu amo de paixão é o elefante, porém só posso amá-lo à distância.

Quando se resolve adotar um animal a pessoa tem que ter consciência de que deverá amá-lo e educá-lo como se da família fosse. E é. Posso garantir que o amor que eles nos entregam é incondicional.

Hoje fiquei até emocionada ao ler a notícia de que na Tailândia uma elefante fêmea chamada Motala de 48 anos, após 10 anos sem andar por ter perdido a pata dianteira esquerda numa explosão de mina terrestre recebeu uma prótese.

Defensores dos direitos dos animais do mundo todo se mobilizaram e arrecadaram fundos para que a perna artificial fosse desenvolvida.
E hoje (16 de agosto de 2009), ela voltou a andar.
Assistam o resultado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *