Uso das mídias sociais na educação

Esta é uma excelente oportunidade de integrar o uso das mídias sociais com fins educativos. Sua escola é contra o uso do Orkut? Após a leitura abaixo tenho certeza que irá mudar de opinião.

Dengue Ville é apresentado a alunos do ensino médio

Fonte: Secretaria do Estado de Saúde de Minas Gerais

Apostando no uso das mídias digitais como instrumento de mobilização social e aprendizagem lúdica, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação, apresentou nesta terça-feira (23/03) o jogo Dengue Ville para alunos da Escola Estadual Pedro II, em Belo Horizonte. Desenvolvido pela Saúde Estadual e disponibilizado no Orkut, uma rede social da internet, o game tem um formato parecido com o Farme Ville e a Colheita Feliz e objetiva mobilizar os jovens para ajudarem a diminuir os índices de infestação do mosquito Aedes aegipty.

O jogo está na web desde o dia 16 de março, em caráter experimental, momento que obteve cerca de 600 acessos. O público-alvo do Dengue Ville é formado por jovens, e visa demonstrar de maneira interativa como se combate a dengue, mobilizando uma parcela da população muitas vezes não receptiva à temática da dengue. Até o momento, 22.177 pessoas já estão jogando o social game e mais de 150 mil usuários já acessaram ao jogo.

A diretora da Escola Estadual Pedro II, Eliana Maria Fulgêncio da Silva, salienta o caráter lúdico do jogo como instrumento de aprendizagem. “Não podemos ficar presos ao conteúdo programático dos livros. Neste caso, o jogo traz uma linguagem de fácil acesso e que os adolescentes gostam, está no cotidiano deles. Isso é extremamente favorável para que eles se tornem multiplicadores em suas casas, com seus amigos”, explica.

aluno denguevilleJoão Gabriel Ferreira Freitas, aluno do 1º ano do ensino médio da escola, conheceu o jogo e gostou do que viu. “É muito interessante e quero continuar jogando”. Ao falar como seria transformar o game em realidade, ele assegura que já dá um bom exemplo. “Sempre falo com minha família e na casa da minha avó, que é na roça, que é importante cobrir caixa d’água, cuidar do vaso de planta. Temos que combater o mosquito para ficarmos vivos”.

Antes da apresentação do jogo, o grupo de teatro Saúde em Cena, formado por servidores da SES, encenou durante o intervalo da escola, uma esquete que abordava os objetivos do Dengue Ville, além de enfatizar a importância de eliminar os focos do Aedes aegipty. As atrizes interpretaram jovens super-heroínas que lutam contra seu arqui-inimigo, o mosquito da dengue.

Dengue Ville

O jogo acontece em nove cenários diferentes: uma casa, uma área pública (bairro com rua/ casas/ praça/lote vago), unidade Básica de Saúde (UBS), obra, hospital etc. Em cada um deles, o usuário recebe uma missão, como por exemplo: esvaziar garrafas e pneus, colocar areia nos pratos das plantas, cobrir caixas d’água, mobilizar os vizinhos, distribuir soro caseiro entre as vítimas da doença em uma UBS, etc.

A escolha dessa ferramenta se deve ao fato do Brasil ser o país que mais usa sites relacionados a comunidades, tanto em horas gastas, quanto no número de acessos e na frequência de atividades diárias. Para cada quatro minutos na rede, os brasileiros dedicam a atualizar seu perfil e “bisbilhotar” o dos amigos. Essa informação está na pesquisa IbopeNetRatings e Nielsen Company “Global Faces and Networked Places”. Nas redes sociais, os assuntos têm potencial para serem disseminar rapidamente – a chamada viralização –, pois os usuários atingidos tornam-se propagadores da informação para a sua rede de contatos, e assim sucessivamente, de forma quase exponencial.

“Tivemos um baixo custo para desenvolver o aplicativo, cerca de R$ 80 mil e a repercussão foi muito grande, comprovando o caráter inovador do jogo. Há muitos anos temos combatido o mosquito usando as mesmas ferramentas. Percebemos que era necessário usar um novo meio e Minas dá sua contribuição ao país, disponibilizando o jogo na internet”, explica o secretário de Estado de Saúde, Antônio Jorge de Souza Marques.

Dengue Ville

Que tal aprender a combater a dengue enquanto se diverte no Orkut?

img-dengueville

A dengue mata. Deixar pra agir depois pode ser tarde demais.

Pequenas ações fazem toda a diferença no combate a esse perigo.

E você pode aprender a se livrar dos focos do mosquito enquanto se diverte, jogando com os amigos no Orkut.
Para isso, instale em seu perfil o Dengue Ville – um aplicativo social criado pelo Governo de Minas, que permite que você se informe brincando. Em Dengue Ville, sua casa e seu bairro estão infestados de focos da dengue.

Para sobreviver neste jogo, é preciso estar sempre atento e eliminar toda água parada onde o mosquito possa se reproduzir. A tarefa não é fácil. Todos os dias, você precisa encontrar e retirar água de pneus e garrafas, limpar ralos, tampar caixas-d’água, etc. Qualquer cantinho esquecido pode virar um novo foco. Por isso, a luta contra a dengue deve ser constante: se você ficar muito tempo sem entrar no jogo, seu avatar adoece e você vai precisar da ajuda de amigos para hidratar-se e buscar atendimento médico.

Engaje-se nesta batalha, convide seus amigos para jogar e não esqueça que este jogo não acaba quando você desliga o computador: a dengue está sempre à espreita, e é muito importante que o combate aos focos do mosquito continue na sua casa, no seu bairro, na comunidade onde você mora.

Se você tem uma conta no Orkut e deseja instalar este aplicativo, clique aqui.

Se você não tem, faça sua conta antes de instalar o aplicativo.

Governo de Minas. Com você contra a dengue.

2 thoughts on “Uso das mídias sociais na educação

  1. Ameiiii seu Blog, vc ta de parabéns tah.
    Depois da um passadinha no meu tb!!!
    Espero que goste, vou divulgar o seu no meu, se vc tb puder divulgar agradeço.
    Beijao

    Cybele Reply:

    Olá Maria Clara, tudo bem?

    Agradeço sua visita e as palavras de carinho.
    Com certeza seu blog já estará no meu blogroll.
    Vou lá conhecer o seu cantinho.
    beijinhos e volte sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *