Conhecer para sustentar @fundaçãobunge

Todo mundo sabe o quanto sou patriota e já falei disso em vários posts tanto aqui no Educa Já! quanto no Falando Sobre…

Ser patriota significa acima de tudo respeitar e cuidar do país onde se vive. Este cuidar e respeitar estão intimamente ligados ao exercício da cidadania e a escola tem papel fundamental na formação do cidadão.

Toda esta formação está intimamente ligada a ações sustentáveis, pois se não cuidarmos do nosso Planeta não haverá país para ser cuidado. Por esta razão, novamente, vem a escola com toda a sua importância no informar e conscientizar o aluno sobre a influência das ações praticadas por ele e seus efeitos no meio ambiente. Temos sempre que lembrar que o aluno de hoje será o cidadão de amanhã e que suas atitudes influenciarão diretamente no futuro do país.

A cada ano somos testemunhas de novas catástrofes que envolvem inúmeras cidades do nosso país e que provocam destruição e mortes como mostra o Levantamento realizado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil (publicado hoje) e que aponta 488 mortes entre novembro/2009 e junho/2010 em decorrência dos fenômenos climáticos como a chuva em especial.

Em 2008, bem lembramos, que o estado de Santa Catarina foi devastado por enchentes e deslizamentos na região do Vale do Itajaí e a partir deste acontecimento, que mais uma vez prejudicou consideravelmente esta região, a Fundação Bunge em parceria com entidades locais e diversos especialistas procuraram compreender o que ocorreu na região e propuseram soluções sustentáveis para minimizar os impactos sociais, econômicos e ambientais não só desta região, mas de todo o nosso país.

O resultado deste trabalho resultou neste kit ‘Conhecer para Sustentar: um novo olhar sobre o Vale do Itajaí’, composto por um livro, um documentário e um encarte com propostas pedagógicas.

As imagens que compõem o livro são impressionantes!

Percorre os fenômenos de Norte a Sul.

Caapiranga, Amazonas 12/10/2005Caapiranga, Amazonas

Em 12 de outubro de 2005 crianças caminham pelo leito seco do lago do Membeca.

Em 25 de novembro de 2008 – Nesta Fazenda no Vale do Itajaí as plantações ficaram submersas, culturas foram desvastadas e o gado, assustado, não tinha onde se proteger.

Com esta frase:

“Passamos por momento que nos levaram a decidir o propósito de nossas vidas. Escolhemos este vale para viver, é o nosso berço. Estamos unindo forças, fortalecendo laços (…) A reconstrução é tarefa de cada um, é dever de cada cidadão.”

Sérgio Waldrich, presidente da Bunge Alimentos deu o “pontaapé” inicial neste projeto que fará toda a diferença na formação de nossas crianças.

Sabendo do meu engajamento em causas nobres como esta a Fundação Bunge entrou em contato comigo e disponibilizou um Kit  “Conhecer pra sustentar – Um olhar sobre o Vale de Itajaí” para sortear entre os professores leitores.

Para isto basta você responder  pergunta abaixo e no dia 17 de junho (quinta-feira) farei o sorteio entre os participantes.

Você acha importante formar alunos com consciência sustentável? Por quê?

O material é de excelente qualidade e traz propostas pedagógicas  com reflexões e atividades para serem desenvolvidas com os alunos.

Compartilho com vocês um “pedacinho” do material que vem no Kit (este é a parte inicial do documentário).

Estou esperando a sua participação!

11 thoughts on “Conhecer para sustentar @fundaçãobunge

  1. Pingback: Tweets that mention Educa já » Blog Archive » Conhecer para sustentar #itajai -- Topsy.com

  2. Educar os alunos par uma consciência sustentável não é só importante mas fundamental.
    É preciso fazer com que os alunos aprendam mais que teorias e sim, aprendam a refletir e colocar em prática atitudes de sustentabilidade e assim priorizar três pontos essenciais para se preservar a vida na Terra: meio ambiente,conservação dos recursos naturais e respeito à diversidade cultural.
    Somente através da educação, em especial das crianças, é que poderemos garantir a permanência de futuras gerações.
    Mais do que ensinar, devemos praticar!

  3. Bom dia!!
    Devemos mais do que nunca, nos conscientizarmos e conscientizarmos nossos alunos, da grande importância e responsabilidade em conservar nosso planeta, acredito se não partir de nós enquanto educadores esta “luta”, tão pouco virá dos “politicos” e com isso, nosso planta esta “morrendo aos poucos”, o que esperarmos do Futuro!!?? Já que pra ser educador no minimo devemos ter esperança!! Esperança do que?? Se o nosso planeta esta desaparecendo sem que ao menos possamos ter consciencia desse fato…Conserva…é criar e´speranças..é crê em um dia melhor !! Vamos juntos nessa lutaaa..pode contar sempre comigo…..”eu sou o futuro, nossas crianças é a ramificação desse futuro”…bjs ?

  4. Uma das principais atribuições da educação é formar cidadãos autônomos e capazae de decidir sobre o melhor para si e para a sociedade. Conscientizar estas crianças sobrea a importância da preservação e sustentabilidade é hoje, questão essencial para desenvolvimento da autonomia. Afinal sem preservar poderão decidir sobre o que? Poderão viver onde? Como?

  5. Sim , é muito importante para termos uma qualidade de vida melhor e poderos garantir para essa geração que vem vindo um mundo digno e sustentável de se viver .
    Um abraço e parabéns pela sua iniciativa em se preocupar com a sustentabilidade do futuro .
    Eliane Calonga

  6. Acho que só quando o ser humano tomar consciencia que ele é o responsavél pelo mundo que vivemos é que para toda ação existe uma reação, talves consigamos deixar, um planeta mais saldavél e sustentavél para as gerações futuras
    abçs
    Fátima

  7. É de suma importância garantir aprendizado que proporcione essa formação ao aluno. Como diz Morim é importante a formação da consciencia terrena, para a educação não basta somente conhecimentos acad~emicos, mas sim conhecimentos de valores para a vida.

  8. Pingback: Educa já » Blog Archive » Resultado do sorteio @fundacaobunge

  9. Sustentabilidade +Cidadania +Ética + Ação em conjunto =Planeta Melhor e digno para gerações futuras.
    Martha Delhi

  10. Então me encho de esperança e perspectivas de salvar o planeta, pelo menos a minha parte do planeta. Mas, confesso que por vezes fico desesperançosa, é tudo tão grande e tão poucos que realmente se importam…Então chego em minha sala de aula e vejo aqueles rostinhos com fome de saber …Respiro fundo e penso:- É por eles… E começo tudo de novo pois” A terra é o meu lar, é o nosso mundo e é só decidir para transformar tudo em um segundo”( Mesmo que este segundo demore um pouquinho mais …
    Beijos amada mestra!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *