4ª Mostra de Responsabilidade Socioambiental da Fiesp/Ciesp

Aproveitando o gancho de ontem quando falei de sustentabilidade venho convidar a todos para participarem da 4ª Mostra de Responsabilidade Socioambiental da FIESP/Ciesp que acontecerá do dia 24 a 26 de agosto cujo tema será: Desastres climáticos, epidemias, pandemias, drogas e envelhecimento – Ação coordenada para a sustentabilidade global na sede da FIESP localizada na avenida Paulista, 1313 (em frente ao Metrô Trianon).

Mesa-redonda Educação que faz a diferença, no dia 24/8, das 14h às 15h30, nas salas 1110 e 1120, no 11º andar

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas AQUI
Sabemos que todos estes temas estão inteiramente ligados à Educação, somente as ações realizadas na área da Educação podem promover mudanças sociais.
No evento teremos a presença de empresas que desenvolvem trabalhos ativos e atuantes na Educação como a Intel, Microsoft e Telefônica que terão oportunidade de socializar exemplos praticados relacionados ao tema.

“A Microsoft aposta na construção de uma educação pública de qualidade, incentivando a formação de educadores com o apoio dos recursos do mundo digital com seu projeto Parceiros na Aprendizagem” o qual tenho a honra de participar. Desde 2003 este projeto já beneficiou mais de cinco milhões de brasileiros com investimentos superiores a R$ 114 milhões envolvendo 21 mil instituições e escolas da rede pública do ensino  do nosso país.

Nestes sete anos de projeto foram capacitados no uso da tecnologia e sua aplicação na aprendizagem 441 mil gestores e professores e cerca de 340 mil alunos.

A Intel irá apresentar na Mostra  os projetos Intel Educar e o Aprender.

“O Educar capacita professores na integração da tecnologia, em sala de aula, e na conseqüente melhora da aprendizagem dos alunos. Há dez anos o programa está certificando profissionais da rede pública com cursos presenciais e on-line. Em 2009, foram investidos R$ 850 mil, no Brasil. Na América Latina, a meta é treinar um milhão de professores até o final deste ano. “

Já o Aprender é um curso extracurricular, de educação não formal, destinado a centros comunitários e escolas, visando jovens e crianças com idade entre 10 e 18 anos, residentes em regiões com pouco acesso à tecnologia. No Brasil, em 2009, mais de 7 mil pessoas foram beneficiadas.
No dia 26  vai haver a apresentação do case “Cambuci – O fruto que dá frutos”. O fruto é típico da Serra do Mar e está inserido na cultura local. A prefeitura de Rio Grande da Serra enxergou nele a possibilidade de gerar renda à população e criou o Festival do Cambuci, já consolidado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turístico, do Fundo Social de Solidariedade e da Cooperativa Cambuci da Serra.

Este fruto é típico da Serra do Mar e está inserido na cultura local. Agora seu plantio está sendo incentivado pelo Comitê de Responsabilidade Social (Cores) da FIESP como uma grande alternativa econômica e de inclusão, e a prefeitura de Rio Grande da Serra incentiva a produção através do Festival do Cambuci que acontece anualmente reunindo as melhores receitas de salgados, doces, molhos e geléias feitas com o fruto.

Você nunca ouviu falar em Cambuci? Pois ele é um fruto pertencente à família da pitanga e da jabuticaba medindo 5 cm e de coloração entre o verde e o amarelo. Por ser muito ácido não é possível comê-lo in natura, mas é ótimo para a culinária. Saiba mais no decorrer do evento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *