Meu filho, meu reizinho!

Todos os pais têm muita expectativa que seus filhos sejam os mais inteligentes, os mais precoces, que aprendam a andar logo, que aprendam a falar logo, que aprendam a escrever e ler logo e assim sucessivamente.

Sabemos que isso acontece porque os pais querem o melhor para seus filhos e querem ver o resultado imediato.

O que os pais não podem esquecer é que a criança precisa passar por todas as fases que são fundamentais para o seu desenvolvimento. A criança não deve pular nenhuma fase, porque muitas vezes o resultado desse adiantamento vai refletir lá na frente, quando for adolescente. E muitas vezes até mais adiante.

É importante que a criança seja estimulada para se desenvolver respeitando o seu tempo. Cada um tem o seu tempo. Uns vão mais depressa, outros mais devagar, mas todos vão.

Na educação infantil, muito mais do que as crianças serem bem cuidadas, elas são estimuladas para que se desenvolvam naturalmente.

Todas as brincadeiras têm um fundo pedagógico. É muito importante para a criança que está começando a andar, que desenvolva bem a sua coordenação motora grossa para que possa em breve saltar, pular, pular em um pé só, desenvolver noção espacial, ritmo, lateralidade e tantas outras habilidades fundamentais para o seu desenvolvimento cognitivo.

Se a criança tiver uma coordenação bem desenvolvida ela terá mais facilidade em manusear o lápis;  se ela tiver um bom desenvolvimento rítmico ela terá mais facilidade na hora de desenvolver a grafia; se ela tiver um bom desenvolvimento espacial e de lateralidade ela poderá se posicionar melhor na escrita nas linhas do caderno e assim por diante. Na verdade toda esta preparação é iniciada na Educação Infantil.

Dando um exemplo ilustrativo podemos dizer que a educação infantil tem a mesma importância que a fundação numa construção. É a primeira coisa que se faz quando se vai construir uma casa. Ninguém vê. Ela fica ali embaixo da terra, porém é ela quem dá toda a sustentação para que a casa não rache, e não caia. Se quisermos adiantar e pular fases da criança é como se a fundação ficasse sem algum dos componentes, comprometendo assim a segurança da casa.

Por esta razão é muito importante contarmos com a participação ativa dos pais, mas no sentido de caminhar junto com a criança e a escola.

Os filhos de vocês serão sim “Reis” como o filme abaixo retrata, porém não é saudável incutir este propósito como meta nas nossas crianças, porque esta expectativa pode acabar frustrando a criança na primeira dificuldade que ela encontrar. Temos sim, que dar todo o suporte de estímulo, de motivação, de aceitação para que eles possam, por eles mesmos, superar suas dificuldades.

Superar também faz parte da aprendizagem.


Este texto foi originariamente postado no Mãe com Filhos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *