Natal é sinônimo de consumo?

A cada novo ano, a cada novo Natal somos induzidos a comprar, comprar e comprar através das intensas propagandas televisivas. Este mesmo procedimento ocorre no Dia das Mães, dos Pais, da Criança. Não estou aqui criticando o ato de presentear. Também gosto de dar e receber presentes, porém temos que agir com responsabilidade. Estamos vivendo um momento de preocupação com o nosso planeta terra e não podemos fingir que está tudo bem e que não há com o que se preocupar. Temos que ser conscientes da nossa realidade e da nossa responsabilidade e não nos deixar levar pela mídia, como marionetes, a consumir mesmo sem necessidade.

Temos que desvincular o amar do presentear. Quando gostamos muito damos presentes caros, se gostamos pouco, damos lembrancinha.
O protótipo de felicidade empurrado goela abaixo pelas propagandas, manipula os telespectadores de forma tal que se algo não sai do jeito que foi mostrado, gera uma insatisfação tamanha abalando as comemorações natalinas.

Goste muito e gaste pouco!
Faça juras e não pague juros.

Se formos medir o amor que nos é dado pelo preço do presente comprado, estaremos matando o amor.
O amor existe para ser sentido, ser compartilhado, de graça, espontaneamente. Quando sentimos amor por alguém ficamos alegres com sua felicidade e tristes com sua tristeza.
Ser uma família feliz não é ter um super saldo de presentes, que passarão o ano “estacionados” nas gavetas do armário, sem sequer serem usados.

Pense, invente, faça diferente.

Dê presentes feitos por você.

Já pensou o tanto de carinho que terá neles?

Faça deste Natal um Natal mais humano.

5 thoughts on “Natal é sinônimo de consumo?

  1. Oi realmente o Natal tem sido mostrado apenas pra vender presentes, enfatizar, decoração, papai Noel, quando o sentido e significado de Natal é bem diferente. Vem ver o que deixei no Poesia do bem, bjssss

  2. Oi Cybele!
    Aqui em casa nós não damos presentes em datas como o Natal, dia das Crianças. Sempre presenteamos mas sem data específica para não dar força a este negócio de consumismo em época de festas. Tem funcionado super bem com as crianças.

    Cybele Reply:

    Minha querida amiga Viviane, que saudades!

    Nesta correria maluca nem conseguimos mais nos falar.
    Adorei ter você aqui e com este relato tão verdadeiro e especial.
    E como você está? Deu tudo certo na cirurgia?
    Mande notícias, ok!
    beijinhos com carinho

  3. Infelizmente o Natal virou isso,cabe a nós incentivar e educar os pequenos do contrário,valorizando as amizades,as demonstrações de carinho ao invés de presentes grandes e caros…bjs!!!!

    Cybele Reply:

    Olá querida Rogéria,

    Com certeza! E ao incentivar a valorização das amizades e as demonstrações de carinho estamos perpetuando o presente, pois eles não se acabam, muito pelo contrário, duram para sempre!
    beijinhos e obrigada por sua participação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *