Vamos proteger nossas abelhas #sustentabilidade

Para quem pensa que abelha só faz o mel está muito enganado. Ela é responsável pela polinização de 90% das culturas além de ser um exemplo de organização e de trabalho.

Porém, elas estão morrendo em todo o mundo e a suspeita é de um tipo de agrotóxico chamado “neonicotinóides.” usado nas plantações somado à perda do seu habitat e a algumas doenças provocadas por ácaros varroa. “

Esses parasitas (ácaros varroa) agressivos são responsáveis pela queda de 45% do número de colônias de abelhas cultivadas entre 1987 (quando foram introduzidos nos Estados Unidos) e 2006. As fêmeas adultas de varroa se alimentam da hemolinfa, o sangue das abelhas. Os ácaros também são portadores de viroses e inibem a resposta imunológica dos hospedeiros (Scientific American Brasil)

A França, Itália, Eslovênia, e até a Alemanha, sede do maior produtor do agrotóxico, a Bayer, baniram alguns destes produtos que matam abelhas. Porém, a Bayer continua a exportar o seu veneno para o mundo inteiro.

As abelhas são vitais para a vida na Terra – a cada ano elas polinizam plantas e plantações com um valor estimado em US$40 bilhões, mais de um terço da produção de alimentos em muitos países. Sem ações imediatas para salvar as abelhas, poderíamos acabar sem frutos, legumes, nozes, óleos e algodão.

Nos últimos anos, temos visto um declínio acentuado e preocupante a nível global das populações de abelhas – algumas espécies de abelhas estão extintas e outras chegaram a 4% da população no passado.

Se você se emocionou com este tipo de problema e quer ajudar a convencer a EU e os EUA a não mais usarem estes produtos letais salvando, consequentemente, nossas abelhas e nossos alimentos, assine a petição clicando AQUI

Este movimento é uma iniciativa da Avaaz.org.  A Avaaz é uma rede de campanhas globais de 5,6 milhões de pessoas que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas internacionais. (“Avaaz” significa “voz” e “canção” em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 13 países de 4 continentes, operando em 14 línguas. Saiba mais sobre as campanhas aqui,

Leia mais:

Itália proibe agrotóxicos neonicotinóides associados à morte de abelhas:
http://www.ecodebate.com.br/2008/09/22/italia-proibe-agrotoxicos-neonicotinoides-associados-a-morte-de-abelhas/

O desaparecimento das abelhas melíferas:
http://www.naturoverda.com.br/site/?p=180

Alemanha proíbe oito pesticidas neonicotinóides em razão da morte maciça de abelhas:
http://www.ecodebate.com.br/2008/08/30/alemanha-proibe-oito-pesticidas-neonicotinoides-em-razao-da-morte-macica-de-abelhas/

Campos silenciosos:
http://www2.uol.com.br/sciam/reportagens/campos_silenciosos_imprimir.html

5 thoughts on “Vamos proteger nossas abelhas #sustentabilidade

  1. Assunto muito pertinente Cybele! As mídias estão colocando em pauta, mais ainda falta muito para esse luta ser reconhecida.
    O Atitude Eco também postou um artigo (http://atitudeco.wordpress.com/2010/09/24/crise-alimentar-e-servicos-ambientais-%E2%80%93-o-caso-dos-polinizadores/) bem interessante sobre o assunto ano passado e apóia o manifesto da Avaaz.org. Essa semana entra o post sobre o abaixo assinado!

    Cybele Reply:

    Olá Tulio, tudo bem?

    Obrigada por sua visita e vou lá ler este artigo que você indicou.
    Feliz 2011!
    abs

  2. Eu já estava preocupada com este tema a algum tempo, mas só este ano vou me enjagar com firmeza nessa causa quero fazer parte da avaaz, estou com uma ideia de fazer um vídeo informativo e também quero saber se teria uma forma de cuidar delas pois justamente esse ano elas resolveram fazer uma colmeia no sítio achei tão lindo pra mim foi uma forma de pedido de socorro me emocionei quando vi por favor me ajudem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *