Fotonovela em aula de História

Eu sou do tempo da fotonovela. A Revista Sétimo Céu era a minha preferida. Adorava ler e ficar apaixonada pelo mocinho que sofria muito e que no final da história encontrava a amada e viviam felizes para sempre.  O engraçado é que o final da história estava ali, entre meus dedos, mas eu só lia na sequência. O suspense era a maior motivação. E isto era comum entre as meninas da minha idade. Hoje as fotonovelas são raridade.

Porém, um professor de História, Leandro Vilela de Azevedo, que tem o blog Tecnaula – A tecnologia em favor do ensino, após trabalhar muitos anos com Histórias em Quadrinhos resolveu elaborar fotonovelas com seus alunos e posso garantir que o resultado foi excelente.

Vou convidá-los para assistirem os diversos registros das fotonovelas desenvolvidas pelos seus alunos.

Fotonovelas – a versão 2.0 do trabalho com História em Quadrinhos

Sendo professor há 11 anos, trabalho com histórias em quadrinhos há 10. Nestes anos foi possível perceber que essa atividade, que para o aluno parece lúdica, permite ao professor uma série de percepções que seriam impossíveis em uma avaliação formal. Embora o foco deste post não sejam as histórias em quadrinhos, uma vez que eu pretenda posterior fazer um post específico sobre elas, gostaria de ressaltar algumas das vantagens deste trabalho para justificar a questão das fotonovelas que falarei a seguir:

1 – Criação própria do aluno:

Não estamos criando “máquinas de copiar” e nem sempre exercícios formais permitem uma reflexão dos alunos, especialmente nas séries mais iniciais do fundamental II. Por vezes, mesmo que o professor proponha uma atividade interessante, se ele não a planejar com muito cuidado, corre o risco de pegar um trabalho copiado e colado da Internet. Entretanto, ao propor a criação de uma história em quadrinhos (ou fotonovela) isso se torna impossível, uma vez que o aluno terá de fazer sua própria criação do começo ao fim. Não existe esse produto pronto para ele querer copiar, e unindo isso ao aspecto lúdico, você verá o seu aluno aparecendo na atividade

2 – Percepção de dúvidas antes não apresentadas:

Quando o aluno começa a produção é que ele percebe que não havia compreendido exatamente algum conceito, isso em especial pois agora ela vai precisar colocar aquele conceito em prática. Às vezes, mais do que o aluno perceber sua própria dúvida, uma utilização inadequada de um conceito permite ao professor perceber a dúvida e apresentar ao aluno.
Exemplos:
Um Egípcio antigo falando “então, como nós vivemos em 2000AC” … a nossa ideia de contagem do tempo…

continue lendo

One thought on “Fotonovela em aula de História

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *