A importância de um amigo

“Amigo é coisa pra se guardar, do lado esquerdo do peito…” já dizia a música composta por Fernando Brant e Milton Nascimento e que serviu de tema de fundo para os funerais de Ayrton Senna caracterizando a importância da amizade.

O homem, sendo um ser social, desde o início da sua vida,sente a necessidade de ter um amigo. Aquele companheiro de todas as horas, uma pessoa em que se pode confiar, que lhe ajuda sem esperar nada em troca, que tem sempre uma palavra de conforto, que compreende sem grandes explicações, enfim, uma pessoa muito especial.

Amigos são parceiros que topam qualquer programa, mesmo que este seja para ficar em casa sem fazer nada valorizando somente a companhia. Amigo é aquela pessoa que se escolhe para se ter como um “irmão” sem a imposição do laço sanguíneo.

Estou tocando neste assunto porque temos que estar atentos e respeitar as escolhas dos nossos filhos. Desde que a criança entra na escola a família está propensa a ter a casa repleta de conhecidos e amigos dos filhos e temos que estar atentos para perceber quem é amigo de verdade e quem é somente colega ou conhecido. Os colegas e conhecidos normalmente têm passagem rápida, pois não se envolvem emocionalmente e priorizam a vantagem própria. Se acontece algo que não lhes agrada eles partem sem volta. Porém quando o filho(a) encontra um amigo de verdade este deve ser valorizado e tratado como se fosse da família.

Meus filhos, que como vocês sabem já são adultos, conservam cada um uma grande amizade que nasceu quando ainda eram bem pequenos. Hoje, embora não se encontrem com muita frequência por trilharem caminhos profissionais diferentes, se falam através das mídias sociais e estão presentes nos momentos importantes. Meu filho que se casou em maio do ano passado fortaleceu ainda mais a amizade de infância chamando seu grande amigo para ser seu padrinho de casamento. Minha filha mais velha é madrinha da filha da sua melhor amiga desde os tempos de colégio, e a minha caçula não deixa de passar a virada do ano em companhia da amiga que era nossa vizinha de porta no prédio que moramos assim que mudamos para Indaiatuba, quando elas tinham 5 anos.

Eu também gosto deles como se fossem “meio” meus filhos, pois os vi crescer acompanhando toda a trajetória até os dias atuais.

Assim como ter amigos influi diretamente na autoestima e no sentimento de parceria o não ter amigos pode provocar uma sensação de solidão e causar afastamento social.

O fato de os pais conservarem amizades de infância serve de exemplo para que os filhos também valorizem suas amizades. Eu conservo duas amigas de escola desde os tempos de primário (era assim que se chamava o Ensino Fundamental de 1ª a 4ª série) e como moramos em cidades diferentes nos encontramos pelos menos uma vez por ano, normalmente na época de Natal e Ano Novo, onde colocamos os assuntos em dia.

Aproveite toda oportunidade para conhecer e nutrir sentimentos de bem-querer aos amigos dos seus filhos, assim como alertá-los sobre falsas amizades. A amizade é verdadeira quando existe parceria e troca.

E seu filho tem uma grande amizade? Conte para nós como é esta relação.

One thought on “A importância de um amigo

  1. Eu tbm conservo amigos desde infãncia apesar de hoje morar longe deles , mas mando email, telefono cartas, e sofro de saudades.Alice vai no memso caminho tem amiguinhos de escola desde babyzinha.Espero que ela tenha um milhão de amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *