A música e a criança

A música propicia que a criança se torne mais sensível e receptiva aos sons desenvolvendo o ritmo, a melodia, a harmonia e o movimento. Ter ritmo é fundamental para o exercício das diferentes funções do nosso corpo. Temos que ter ritmo para piscar os olhos, engolir a saliva, falar, andar, respirar, mastigar, beber água e tantas outras funções inclusive o escrever e o ler.

A melodia favorece a rapidez do raciocínio e o poder de concentração. Quando a melodia é agradável e bem aceita a criança se apropria com tamanha facilidade que é capaz de reproduzi-la quase que de imediato.

A harmonia propicia que a criança cante e gesticule, ou acompanhe com palmas, ou toque algum instrumento. A própria criança sente necessidade de buscar a harmonização sonora.

A musicalização promove também o interesse em produzir sons a partir do corpo de cada um. É por esta razão que a criança adora “batucar” na mesa com os talheres na hora da refeição, ou tamborilar o lápis enquanto faz a lição de casa, ou mesmo ficar assobiando. Produzir sons através do corpo é uma experiência que promove imensa satisfação ativando a criatividade.

A socialização também é incentivada pela musicalização que ao executar a música em grupo estimula a criança a ser mais comunicativa, criativa além de passar a respeitar o tempo e a vontade do outro.

Integrar a música com a expressão corporal é um exercício que desenvolve inúmeras habilidades, estimula a concentração, o compasso além de propiciar o contato com o mundo musical já existente dentro dela.

Quer fazer um exercício musical com seus filhos ou seus alunos

Então aqui vai uma sugestão:

Sentem em círculo ou numa mesa.

Distribua uma caixa de fósforos cheia para cada criança. É importante o adulto brincar também.

A música trabalhada será a da “Barata na careca do vovô”.

Onde na letra da música estiver em negrito e em tamanho maior será a parte da música em que se baterá a caixa de fósforos, primeiro na palma da mão e em seguida na mesa.

Então todos segurando a caixa de fósforos e vamos começar:

Eu vi uma barata na careca do vovô; assim que ela me viu bateu asas e voou; do-ré-mi-fa fa-fa; do-ré-do- ré-; do-sol-fa-mi mi-mi; do-ré-mi-fa fa-fa

No começo pode parecer difícil, mas tente e assim que estiverem “afiados” podem incrementar com as variantes: alto e rápido, alto e lento, baixo e rápido e baixo e lento.

Vocês irão se divertir muito.

Depois contem como foi o resultado, combinando!

3 thoughts on “A música e a criança

  1. Alice adora cantar e eu canto pra ela ao dormir, ao dar banho, mimo mimo mimo, pois logo em breve cresce né? vou fazer a experiência bjssssssssss e deixei link da gente na Record veja ahahah Sò não sei como add no blog

  2. Olá amiga Cybele, tudo bem?
    Obrigado pela dica, adorei!!!
    Um abraço fraternal!!!
    Ronaldo Nepomuceno

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *