Educar para preservar #semanaotimismo

Há tempos que ouvimos falar sobre a quantidade de sacolinhas plásticas consumidas pela população em geral obtidas nos supermercados, farmácias, papelarias para carregar as compras. Estas sacolinhas são levadas para casa e armazenadas para serem usadas de diferentes maneiras.

Tenho certeza que não há uma única casa que não tenha um puxa-saco em sua cozinha ou lavanderia. O puxa-saco já integrou o cotidiano de toda dona-de-casa. Isto em razão da quantidade de sacolas plásticas trazidas para casa diariamente. Se o puxa-saco está ”lotado” o melhor que se tem a fazer é usá-lo como saco de lixo no cestinho da pia da cozinha, no cestinho do banheiro, na lata de lixo da casa e assim por diante.

Há estatísticas de que “Entre 500 bilhões e 1 trilhão de sacolas plásticas são consumidas no mundo. Cerca de 1,5 milhão de sacolas plásticas são distribuídas por hora no Brasil! São 12 bilhões de unidades por ano.”

Sabendo que o plástico leva centenas de anos para se deteriorar temos que mudar nossos hábitos. Sei que mudar hábito é uma coisa difícil, mas não podemos mais fazer de contas que nada está acontecendo.

Precisamos encontrar alternativas sustentáveis e incorporá-las ao nosso cotidiano.

E também, nós professores, precisamos mudar conceitos e trabalhar pedagogicamente tanto através de informações quanto de atitudes.

Hábitos e ações sustentáveis têm que fazer parte do dia-a-dia escolar. Os professores têm que mostrar para seus alunos o quanto é perigoso jogar plásticos na Natureza. Eles nem imaginam onde estes sacos podem parar e quão prejudicial eles podem ser. Podemos dizer até que dependendo de onde o saco plástico esteja ele pode se tornar uma arma assassina.

Escolhi este vídeo para que o professor possa usá-lo como instrumento até com as crianças da Educação Infantil. Numa linguagem bem didática e simples eles poderão visualizar o resultado de atitudes irresponsáveis.

Também separei o vídeo abaixo para demonstrar aos adolescentes e adultos o resultado das nossas atitudes inconsequentes, afinal, todos somos um pouco responsáveis pelo que está acontecendo com a nossa casa Natureza.

 

Não podemos esperar mais para tomarmos alguma atitude. Tudo tem que ser imediato. Desde a mudança dos nossos hábitos quanto a transmissão de conceitos.

Qual a melhor maneira de substituir as sacolas plásticas para carregar as compras, e com isso tornar um mundo menos poluído de sacos plásticos.

Vamos abandonar o uso dos sacos plásticos

Deixe o seu recado sobre a preocupação com o meio ambiente.

5 thoughts on “Educar para preservar #semanaotimismo

  1. Pingback: Mostre que os bons são a maioria! :-) #semanaotimismo | @avidaquer | A Vida Como A Vida Quer by @samegui

  2. Já faz algum tempo que eu troquei as sacolas plásticas pelas sacolas retornáveis, então, quando uma lei passou a valer aqui em Belo Horizonte – essas sacolinhas estão proibidas por aqui – ficou muito mais fácil me adaptat totalmente a um mundo sem sacolas! Sou totalmente a favor à essa mudança desde já, vale muito e o Planeta agradece!
    Escrevi sobre isso, fica o convite para ler http://docedesophialeite.blogspot.com/2011/05/sacolas-retornaveis.html
    Beijocas,
    Aretusa, mamãe da Doce Sophia

    Cybele Reply:

    Olá Aretusa, tudo bem?

    Obrigada pela visita e pelo comentário.
    Já passei no seu blog e deixei meu comentário.
    Adorei o seu cantinho e vou voltar mais vezes.
    Continue acompanhando o Educa Já!
    abs

  3. Muito bom a artigo sobre as sacolinhas plasticas….demorou pra tomarmos consciência do mau que estavamos fazendo ao nosso planeta, estou muito feliz e orgulhosa de minha cidade (Belo Horizonte) ter sido a pioneira nesta campanha, aqui já é natural usarmos o jornal pra fazermos uma cestinha pra colocarmos o lixo diário da casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *