Você tem narcolepsia?

Ouvi  na CBN a entrevista com o Dr. Flavio Aloé que é especialista em Medicina do Sono da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) o qual você pode ouvir clicando abaixo.

CBN – A rádio que toca notícia – On demand.

Me interessei pelo assunto porque já fui testemunha deste tipo de doença com alunos meus quando dava aula no Ensino Médio. Quando vemos um aluno que de repente adormece e chega até a cair da carteira você fica se perguntando se a aula está enfadonha, porém você percebe que a maioria está trabalhando animadamente e somente aquele que adormeceu. Então o acorda e pergunta se ele foi dormir tarde, se está muito cansado e chega até a pensar em outras possibilidades muito mais preocupantes como o uso de drogas, por exemplo. E na verdade ele está sofrendo de narcolepsia que é um distúrbio neurológico do sono e que foi identificado em 1880 por Jean Babtiste Geleneau, porém nunca foi muito divulgado não lhe sendo dada a atenção devida.

A narcolepsia é caracterizada por episódios incontroláveis de sonolência durante o dia e que a pessoa chega a dormir onde estiver. Ela simplesmente se apaga por períodos que podem durar cerca de 15 minutos a até uma hora.

O que é mais preocupante é que este distúrbio afeta os jovens em idade escolar que varia entre os 12 até os 25 anos.

Os cientistas da Universidade da Califórnia, em Los Angeles estão estudando indivíduos que sofrem de narcolepsia o qual as análises podem resultar em medicamentos para controlar o distúrbio que ainda não há cura e nem medicação específica.

Há estudos que apontam uma alteração na qualidade do sono quando o jovem chega na adolescência em razão de ir dormir um pouco mais tarde e ter que acordar mais cedo pois normalmente freqüentam as aulas na parte da manhã. Esta diminuição do tempo do sono provoca uma alteração na saúde do sono. Isto não quer dizer que este jovem está sofrendo de narcolepsia, mas é um presta atenção para que se fique alerta e caso permaneça por muito tempo deve procurar um médico.

Veja quais os sintomas da narcolepsia que retirei do Como tudo funciona para que você fique atenta no caso de ter algum destes sintomas ou conhecer alguém que tenha para que possa procurar ajuda:

  • Sonolência excessiva du­rante o dia – desejo incontrolável de dormir durante o dia, mesmo depois de ter dormido bastante na noite anterior.­
  • Cataplexia – ataque repentino e geralmente breve de fraqueza muscular relacionado a uma reação emocional forte (medo, raiva, alegria).
  • Paralisia hipnagógica do sono – episódios breves de paralisia que acontecem quando a pessoa está pegando no sono.
  • Paralisia hipnopômpica do sono – episódios breves de paralisia que acontecem quando a pessoa está acordando.
  • Alucinações hipnagógicas – alucionações intensas, geralmente visuais ou auditivas, que acontecem no princípio do sono (algumas vezes entre pegar no sono e entrar no estado de sono profundo).

Alucinações hipnopômpicas – alucionações intensas, geralmente visuais ou auditivas, que acontecem quando a pessoa está acordando

10 thoughts on “Você tem narcolepsia?

  1. Achei a entrevista muito interessante e sua colocação pertinente.
    Tenho um irmão que descobriu que tem narcolepsia e cataplexia recentemente, ele já tinha os sintomas (de forma mais leve)na faixa etária dos 20 anos mas somente agora com 36 é que teve pico da doença e consultou um neurologista que conhece sobre esse assunto e diagnosticou o problema.
    Agora esta tomando o medicamento e tentando superar com algumas atitudes como: exercício físico e soneca após o almoço.
    Gostaria de parabenizar por ter abordado esse assunto, pois acredito que todos deveriam conhecer essa doença para ajudar a identificar o problema e não julgar essas pessoas, porque é muito difícil enfrentar essa situação que traz muitas consequências.

    Cybele Reply:

    Olá Lisiane, tudo bem?

    Obrigada pelo seu comentário e pela partilha vindo enriquecer e muito o nosso espaço.
    A informação é mesmo o melhor caminho.
    Obrigada pelo carinho e continue acompanhando o Educa Já!
    abs
    Cybele

  2. ola, que profissional devo procurar para fazer exames e saber se tenho narcolepsia, pois pelo que tudo indica tenho esta doença, porque a maioria dos sintomas eu sinto e isto está acabando com minha vida e vontade de viver socialmente, pois em diversas situações prefiro ficar em casa dormindo do que sair pra algum lugar, no momento nao estou trabalhando, pois nao aguentei por conta disso, desse sono excessivo e preguiça intensa constante… so de pensar em sair de casa ja me da um cansaço, nao consigo prestar nem em coisas que me agradam… o que faço.. isto esta me matando aos poucos… esta me detruindo… obg… aguardo respostas… abraço!

    Cybele Reply:

    Olá Fca, tudo bem?

    Sugiro que você procure como primeiro passo um neurologista. Ele lhe indicará caso precise de um acompanhamento psicológico. O mais importante é você não deixar de procurar ajudar, ok! A vida é muito linda para se ficar dormindo.
    Boa sorte!
    abraços
    Equipe Educa Já!

  3. Gostei muito da explicação, tenho narcolepcia e sofro bastante.
    Um dia passa mas um após o outro é demais.
    Mande se possivel, algo mais sobre esta doença insuportável.

    Cybele Reply:

    Olá Maristela, tudo bem?

    Obrigada pelo carinho da sua mensagem.
    Continue acompanhando o Educa Já! pois sempre temos novidades.
    abraços e volte sempre!
    Equipe Educa Já!

  4. Boa tarde! Eu infelizmente tenho narcolepsia , sofro muito e morro de vergonha apesar de graças a Deus hoje to medicada e me ajuda muito a um anos passo no neuro, mas acho que deveria ser mais divulgado pois tenho 41 ano que passo no neuro mas não consegui passar no piscologo para me ajuda , pois sou uma menoria que além de ter narcolepsia a minha ajuda a engorda, o medicamento é super caro. So acho que já é uma doeça literalmente vergonhosa pois ser chamada de dorminhoca, preguiçosa , ser cansada … o descaso é muito grande .

  5. Olá pra todos!
    Também tenho narcolepsia e sofro muito com a falta de informação das pessoas, pois o fato de não entenderem a doença, nem mesmo a familia consegue dar apoio adequado. Tomo Stavigile desde que veio ao Brasil, pois entrei com pedido judicial. Tenho 38 anos e me preocupo muito com a velhice e a possibilidade de outras doenças neurológicas associadas.

  6. Ola, fiz essa pesquisa sobre narcolepsia no site para entender melhor o que acontece comigo. tenho um sono interminável posso dormi dois dias seguidos se ninguém me acorda. E isso me atrapalha muito nos estudos, no trabalho,na alimentação já que deixo de comer para dormi e assim passo horas ou ate o dia todo sem comer porque estava dormindo, e ate com os amigos muitas vezes deixo de sair pra ficar em casa dormindo ou vou pra casa de um amigo e acabo dormindo por la. É inevitável parece que quanto mais eu durmo ms tenho sono.
    vocês poderiam me ajudar a entender o por que isso acontece comigo ?

  7. Eu peguei encaminhamento pra falar com um neurologista, tenho sono o dia inteiro, demoro pra dormir a noite mas mesmo quando durmo por mais de 8 horas eu continuo com sono, bocejo varias vezes por minuto, um dia apaguei enquanto lia um livro dentro do onibus e quando acordei era uma guerra pra manter os olhos abertos, pra piorar tenho labirintite e o medicamento dá sono, quando tomava nao conseguia levantar sem me bater nas coisas, paredes e etc….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *