Minha homenagem atrasada #DiadoVeterinario

Falar sobre animais é sempre muito prazeroso para mim, primeiro porque tivemos uma experiência muito linda com um pastor alemão que viveu 15 anos conosco, que faleceu há dois anos, mas os momentos inesquecíveis em que ele esteve presente estão registrados nas fotos da nossa família. E depois, porque foi falando dele que dei início ao blog com o seguinte post “Sadan, meu amigão”.

Como dia 09 de setembro foi o DIA DO VETERINÁRIO fica aqui a minha homenagem atrasada à minha filha caçula e ao meu genro que são veterinários de corpo e alma.

Para ressaltar a fidelidade e amor incondicional que os animais sentem por seus donos e com base nesta notícia, vou falar um pouco sobre Fred, um vira-lata que vivia em Jeriquara, interior de São Paulo. Fred veio bebezinho para esta família e brincava o dia inteiro com seus dois donos-mirins. Porém, com o tempo, foi ficando muito “levado”. Ao menor barulho pulava o muro e corria atrás das galinhas criadas pela vizinha e, muitas vezes, as matava. Diante de tantas reclamações, decidiram doar o Fred para um casal de amigos que morava numa chácara em Franca, afinal lá ele teria bastante espaço para correr e brincar e ainda teria a companhia de outro cão.

Fred foi levado bem cedo, antes mesmo das crianças acordarem. Segundo eles mesmos contam, assim que ficaram sabendo da partida de Fred choraram muito.

Acontece que três dias depois de estar em seu novo lar, Fred aproveitou o portão aberto e fugiu não sendo encontrado por mais ninguém.

Pasmem, um ano e meio depois, ele apareceu no muro da antiga casa. Debruçou no muro e ficou olhando para seus antigos donos que o reconheceram e o receberam com muita festa. Durante 18 meses ele andou 60 km, passou fome, cansaço, mas achou o caminho de volta.

A relação entre a criança e o animal é muito importante e ajuda no desenvolvimento da responsabilidade, do respeito para com os animais, além de estreitar o vínculo afetivo-emocional. É claro que compete aos pais estabelecer o compromisso de cuidar do animal. A criança deve ser responsável por alimentar, por não deixar o animal destruir as coisas e, dependendo da idade, também deverá dar banho, ser escovado, levar para passear e ser educado. O vínculo de amor entre a criança e o animal se solidifica através do cuidar e da responsabilidade por ele.

O cão está sempre disposto a acompanhar seu dono. Se o dono aparecer e o cachorro não fizer “festa” é porque ele não está bem de saúde, caso contrário, a alegria demonstrada pelo cão é intensa.

Quando eu era pequena havia alguns seriados na TV cujo astro principal era um animal.

Tinha a Lassie

As aventuras de Rin tin tin

Flipper – O golfinho

Fury – O cavalo

Ben – O Urso amigo

Estes seriados eram verdadeiros incentivos aos animais de estimação.

Ter um animal de estimação e poder crescer em contato com ele faz toda a diferença. Falo isso porque minha filha caçula, a mãe oficial do Sadan, quando ingressou na Graduação “Veterinária” levou seu “filho”. Sentimos muito a falta dele, mas ela dizia que uma mãe não abandona o seu filho e lá foi ele junto com ela. Ao final da graduação, ele já com 12 anos, sentia fortes dores na parte lombar, comum na raça dele.

Ela e meu genro fizeram uma cirurgia nele e mandamos fazer uma cadeira de rodas para que ele pudesse continuar andando e foi o que aconteceu por mais três anos. É amor incondicional recíproco. É assim que tem que ser.

Aproveito a homenagem para indicar este vídeo produzido pelo Hospital Albert Einstein que mostra como os animais de estimação ajudam no desenvolvimento psicossocial das crianças e podem significar mais do que um simples amigo para brincadeiras.

E você tem alguma história com animal para compartilhar conosco?

2 thoughts on “Minha homenagem atrasada #DiadoVeterinario

  1. Mãe, vc eh mesmo espetacular. Suas palavras me emocionaram! Te amo

    Cybele Reply:

    Minha querida!

    Você e Gustavão são exemplos a serem seguidos.
    Te amo demais!
    mamãe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *