E como vai a concentração?

Falar sobre a falta de concentração dos alunos é o principal assunto entre professores e pais. Será que esta é a uma “problemática” da modernidade? Pelo que se sabe antigamente a falta de concentração não fazia parte do cotidiano das crianças. Eram raras as crianças que não se concentravam na lição ou nas brincadeiras.

Elas ficavam horas brincando sozinhas. Muitas vezes se entretinham com caixinhas de fósforos vazias que viravam carros, ou pedaços de madeiras que viravam cavalinhos e soldados ou mesmo barro mole que virava comidinha, tudo tinha o significado da brincadeira do momento. A criança se envolvia de tal forma que o tempo passava e ela continuava “mergulhada” na fantasia.

Hoje a criança recebe tantos estímulos desde o seu nascimento que a todo o momento ela tem que estar olhando em volta pois sempre há uma novidade para apreciar.

Antes para se ir à escola o material era básico e todas as crianças tinham praticamente a mesma coisa. Todo mundo tinha o mesmo estojo de madeira escrito “escolar”. O lápis era preto sem qualquer desenho. A borracha era branca com um índio desenhado em azul e assim por diante. O uniforme era sem qualquer desenho, normalmente era saia para as meninas e calça ou shorts para os meninos na cor azul marinho e blusa branca.

Hoje os uniformes são elaborados usando diversas cores e normalmente cores quentes com modelos arrojados. As mochilas totalmente chamativas com os mais diferentes formatos e motivos. Os lápis são coloridos e brilhantes, as borrachas são fosforescentes, enfim tudo contribui para dispersar a atenção da criançada.

Este é um dos motivos que interfere muito na concentração principalmente quando o professor está explicando um tema. A todo o momento ele tem que interromper e trazer a atenção de alguns alunos para si.

Porém, a concentração pode e deve ser estimulada tanto na escola quanto em casa pelos pais. Sei que o que vou falar pode ser contestado por muitos, porém conservar um ambiente sem barulho como rádio ligado ou televisão no momento da lição de casa é fundamental para que o aluno se concentre no que está fazendo. É real que a criançada de hoje consegue ouvir música, ver TV e fazer a atividade ao mesmo tempo, porém o que tem propensão a ser disperso irá se distrair e, consequentemente, perderá a concentração. Tudo que promove uma chamada de atenção é responsável pela perda da concentração.

O adolescente até pode já ter desenvolvido a atenção seletiva, ou seja, mesmo que esteja tocando uma música ele pode se concentrar no que está fazendo e seu cérebro não registrará o ouvir a música, porém isso não acontece com as crianças por questões de maturidade. O adolescente quando desenvolve esta “percepção seletiva” faz uso dela sempre que lhe é conveniente. É o chamado “estar no mundo da lua”, porém este é um tema que dará um novo post.

Jogos como quebra-cabeças, xadrez, resta um, paciência e outros do gênero são excelentes para desenvolver a concentração. No início a criança pode começar a brincar e em seguida desistir em razão do seu tempo de concentração ser muito curto, porém deve ser estimulada a retornar e chegar até o final do jogo. Com o passar do tempo ela não precisará mais ser incentivada, ela mesma montará um quebra-cabeça do início ao fim e com isso tanto os pais quanto o professor notará que a sua concentração está bem melhor.

Excesso de atividades, agenda lotada, também contribui e muito para a falta de concentração, pois unir uma atividade na outra com hora marcada, roupa especial e local específico além de deixar a criança agitada promove uma sobrecarga tanto física quanto emocional interferindo diretamente na concentração.

E seu filho ou seu aluno apresenta dificuldade em se concentrar?

Você vivencia situações semelhantes seja na escola ou em casa?

Compartilhe conosco a sua opinião e enriqueça o nosso espaço.

Cybele Meyer

 

3 thoughts on “E como vai a concentração?

  1. Adorei a explicação, meu filho tem somente dois anos e percebo bastante agitação e falta de paciência nele, espero q seja somente uma fase mesmo assim seguirei as dicas. Obrigada.

  2. Adorei seu post e concordo com sua opinião. Dou aulas de informática e cidadania e a questão da concentração sempre foi um problema para mim. Percebo a grande dificuldade deles se concentrarem e também a grande superficialidade com que abordam qualquer tema (isso é outro assunto a discutirmos). Para tentar solucionar esse problema usamos de jogos educativos no início das atividades visando a concentração e também música clássica, instrumental ou mpb. Percebemos que isso contribui sutilmente,mas de alguma forma vamos driblando o problema.

  3. A concentração é fundamental em nossas aulas, pois o aluno que presta atenção nas explicações consegue estudar sozinho em casa. Portanto, procuro utilizar muito essas atividades, que você sitou, nas minhas aulas.
    Parabéns pelo assunto abordado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *