Meu filho não quer comer!

Esta é uma das maiores reclamações dos pais com filhos pequenos: “Meu filho não come nada”.
Por ser um comportamento que envolve a maioria das crianças, muitos médicos acabam encarando como uma situação normal e que faz parte do comportamento dos primeiros anos de vida da criança, porém as mães não se contentam com esta explicação e esta inapetência acaba gerando um clima de ansiedade em todos que cercam a criança.

Segundo alguns pediatras, o bebê que até os 6 ou 7 meses comia tudo que a mãe lhe oferecia, sem qualquer recusa, começa a “dar trabalho” para se alimentar. Fatores como o nascimento dos primeiros dentinhos e a diminuição da velocidade do crescimento interferem diretamente no apetite do bebê. Lá pelos 10 meses o bebê volta a se alimentar bem, porém quando começa a andar por volta de um ano de idade, a ladainha do não querer comer volta com força total. Estas fases vão se alternando e o comer bem ou não vai acompanhando.

Se a criança está se desenvolvendo bem, se seu peso está dentro dos padrões normais não há muito com o que se preocupar. O que não é aconselhável é substituir a refeição por mamadeiras, principalmente quando a criança está dormindo. É muito importante que a criança faça sua refeição e que seja respeitada em seus gostos alimentares. É claro que tudo deve ser feito dentro da normalidade.

Muitas vezes deixar os alimentos com aparência atrativa desperta o apetite. Nós mesmos quando vemos um prato muito bem composto, nos abre o apetite. Porque então a criança tem que comer tudo remexido. Tem mãe que mistura o arroz, o feijão, a carne moída, o purê de batata e faz aquela pasta e depois quer que a criança coma tudinho.

Veja  na ilustração algumas sugestões de decoração para estimular o apetite da criançada.

2 thoughts on “Meu filho não quer comer!

  1. Parabéns, pela receita e muito obrigada vou imprimir e colocar no mural da escola.

    Cybele Reply:

    Olá Maria do Socorro, tudo bem?

    Obrigada por enriquecer o nosso espaço.
    O seu comentário é muito importante.
    Volte sempre!
    abraços
    Equipe Educa Já!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *