Curso de pedagogia – Educação divertida – Como ensinar brincando?

Como é possível conciliar o desejo infantil de brincar com a necessidade de aprender? A resposta é simples: ao contrário do que se imaginou durante muito tempo, a educação e a diversão não são conceitos opostos, nem mesmo distantes, um pode ser aplicado ao outro possibilitando um aprendizado prazeroso e completo. Rompendo com uma série de estratégias metodológicas antigas, o ensino de didática ofertado no curso de pedagogia privilegia o ensino lúdico, humano e completo. Utilizando brincadeiras como práticas educacionais é possível dialogar com várias dimensões humanas, alcançando o desenvolvimento integral das crianças nos aspectos cognitivos, afetivos e motores.  

Corra, pule e dance

No momento de aprender é importante que a criança possa gastar a energia acumulada, né? Para isso privilegie jogos pedagógicos em que ela possa usar o corpo todo, associando-os aos conhecimentos que deseja transmitir. Brincadeiras como amarelinha, o mestre mandou e até mesmo pular corda podem ser utilizadas para aprender brincando. Experimente pedir aos alunos que falem o máximo de palavras de uma mesma categoria enquanto pulam corda (como frutas, por exemplo), ou que contem os números de pulos dados. A associação da memória aos jogos tradicionais possibilita que as tradições sejam mantidas enquanto se aprende.

Crie, desenhe, pinte

O exercício de criatividade é um bem precioso e natural às crianças, é dever do profissional de pedagogia utilizá-lo como ferramenta de ensino para preservar esse bem ao longo de toda a trajetória infantil, levando-o à vida adulta. O profissional pedagogo pode utilizar massa de modelar, lápis, giz, tinta e outros materiais para trabalhar o potencial criativo das crianças. O jogo do artista no escuro é um exemplo de como exercitar a imaginação de um modo inusitado: com os alunos vendados, peça que desenhem imagens já conhecidas como árvores, flores, animais, casas entre outros. O jogo exige que os pequenos indivíduos trabalhem a memória juntamente com a coordenação motora e ainda rende muitas risadas com os resultados obtidos.

Conte, invente, compartilhe

O mundo fabuloso parece ser o preferido das crianças, por isso permita que elas o explorem de acordo com suas próprias perspectivas. Utilize a contação de histórias como sua aliada, envolva as crianças com histórias mágicas e incríveis, permita que elas se deem a possibilidade de compartilhar histórias já conhecidas com os colegas. Para trabalhar com a invenção e a narrativa, tente criar uma roda de histórias onde os pequenos possam dividir com os colegas as histórias inventadas por eles mesmos, tire pequenos momentos para contar histórias, determine um dia para a leitura e deixe que eles escolham as histórias a serem lidas.

Figura 1

Não se acomode! Pegue os conselhos acima para você.

Conduzir crianças é mais do que o significado de pedagogia. Para um profissional formado pelo curso de pedagogia é necessário entender a missão de orientar, auxiliar e amparar crianças por meio do ensino. Para isso, prepare-se escolhendo uma universidade que promova a formação de indivíduos inovadores, criativos e autônomos. A Graduação na área de educação habilita o profissional para desenvolver atividades como pesquisador, pedagogo-pesquisador e professor reflexivo. O desenvolvimento de jogos pedagógicos e de práticas educacionais divertidas é parte da gestão de métodos que cada profissional precisa executar, adaptando-as ao ambiente de trabalho disponível. Procure inovar, torne o ensino divertido e a prática de ensinar ainda mais enriquecedora, corra, crie e compartilhe junto aos alunos. Lembre-se que o ensinar é, primeiramente, o nunca deixar de aprender.

Figura 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *