Meu filho tem autismo, e agora? #sorteio

Esta é a pergunta que normalmente vem à mente dos pais quando ficam sabendo do diagnóstico. O medo, a insegurança e muitas vezes o desespero toma conta da família, principalmente, em razão da falta de informação sobre o que vem a ser o autismo.

A autora do livro “Meu filho tem autismo, e agora?”, Susan Larson Kidd, lançado pela M.Books, afirma que os pais ao saberem do diagnóstico sentem-se aterrorizados e que “toda a vida da criança passa na frente dos seus olhos. Isto causa muita ansiedade e é debilitante, em vez de útil”.

Ela gosta de “explicar para pais e professores que criar crianças com autismo pode ser um longo passeio em uma montanha-russa. Nesta subimos e descemos, damos voltas sem fim, rápidas e lentas, e até andamos de cabeça para baixo.”

Regras básicas como:

– Se algo não funciona, tente outra coisa.

– O único especialista em autismo é uma pessoa com autismo

– Cada criança com autismo é diferente – o que funciona para uma pode não funcionar para outra.

– Talvez você não conheça o autismo, mas conhece seu filho, e isso é o bastante,

ajudam os pais a se sentirem mais seguros e a entenderem que “o único modo errado de abordar o autismo é não tentar nada”.

O autista sente dificuldade para se comunicar e para entender a comunicação do outro, por isso usar recursos visuais para se comunicar pode ser uma boa estratégia. Orientar visualmente cada ação da criança pode ser um excelente recurso para ela obter sua autonomia nas atividades e ações rotineiras.

Um bom exemplo é esta sequência de fotos orientando, passo a passo, como a criança deve agir para usar o banheiro.

Esta é uma pequena amostra do quão interessante e útil são as abordagens deste livro.

SOBRE A AUTORA: Susan Larson Kidd é consultora educacional e comportamental, commais de 25 anos de experiência em educação especial. Sua filosofia e prática baseiam-se na convicção de que todas as crianças podem aprender – é nossa tarefa descobrir como elas aprendem. Suas áreas de especialização incluem distúrbios do espectro autista (TEA) e distúrbiode hiperatividade/déficit de atenção entre outros. Ela reside em Duluth, no estado de Minnesota, Estados Unidos.

Você gostou? Quer ganhar um exemplar?

Pois então participe do sorteio clicando aqui:

http://www.yesganhei.com/sorteios/61961

 

02 de abril – Dia Mundial de Conscientização do Autismo

No ano passado pedi para meus leitores que vestissem azul que é a cor do movimento. Foi escolhida a cor azul porque a síndrome é mais comum nos meninos, numa proporção de quatro meninos para uma menina.

Este ano novamente os monumentos como Cristo Redentor no Rio de Janeiro, a Ponte Estaiada, o Viaduto do Chá, o Monumento à Bandeira,  a Fiesp e a Assembleia Legislativa todos em São Paulo, e a torre da Unisa do Gasômetro em Porto Alegre, estarão iluminados na cor azul.

Pelo mundo também estarão Empire State Building, nos Estados Unidos e a CN Tower no Canadá.

Se você quer participar também poderá encontrar muito material acessando o site Dia a Dia Educação

Vista Azul – Dia Mundial de Conscientização do Autismo

  • Você sabia que no Brasil há cerca de 2 milhões de portadores de autismo e que muitos ainda sem diagnóstico?
  • Você sabia que em crianças o autismo é mais comum do que a AIDS, a diabete e o câncer?
  • Você sabia que a ONU (Organização das Nações Unidas) estima que em todo o mundo existam mais de 70 milhões de pessoas com autismo?

O autismo, segundo a Associação Americana de Autismo ASA (1978)

“O autismo é uma inadequacidade no desenvolvimento que se manifesta de maneira grave por toda a vida. É incapacitante e aparece tipicamente nos três primeiros anos de vida. Acomete cerca de 20 entre cada 10 mil nascidos e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. É encontrado em todo o mundo e em famílias de qualquer configuração racial, étnica e social. Não se conseguiu até agora provar qualquer causa psicológica no meio ambiente dessas crianças, que possa causar a doença.”

A Rede Globo fez o comercial abaixo convidando todos a apoiarem a causa e hoje (sábado, dia 02 de abril) vestirem roupas de cor AZUL que é a cor símbolo do movimento.

Hoje acontecerá por todo o Brasil inúmeras ações  em adesão ao Movimento em Conscientização ao Autistmo chamando assim a atenção de toda a sociedade para o avanço do autismo

O Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, será iluminado de azul esta noite. Em Cabo Frio a Igreja Nossa Senhora da Assunção já começou a ser iluminada de azul desde ontem.

A iluminação é inspirada na campanha “Light it Up Blue”, da Organização Autism Speaks e aqui no Brasil estas ações são coordenadas pela ONG Autismo & Realidade.

Em São Paulo o Monumento às Bandeiras, o Viaduto do Chá e a Ponte Estaiada estarão iluminados na cor AZUL. A ONG A&R está organizando uma Caminhada para amanhã, dia 03 de abril, saindo às 8h da Ponte Estaiada em SP. A ideia é integrar esta Caminhada no calendário da cidade de São Paulo. Você que mora em São Paulo não deixe de participar.

Dia do Autismo – 02 de abril

http://4.bp.blogspot.com/_BEpFjvD2FYA/SwPwqfWRD8I/AAAAAAAAARE/qZWH28ACg4Y/s1600/2.jpg

Fonte: Blog do Gábi

Você sabe o que é autismo?

É difícil explicar em poucas linhas o que é o autismo, faz parecer banal uma Síndrome tão complexa, mas me dei conta que que nunca falei sobre os sinais do autismo aqui no blog, então aí vai um apanhado geral de sinais.
AUSTISMO é uma desordem neurológica que afeta o indivíduo de forma global e seus sintomas aparecem antes dos 3 anos de idade, variando de graus mais leves, como a Síndrome de Asperger, até graus mais graves. Hoje ainda não existe cura comprovada.
Pessoas com AUTISMO têm dificuldades de comunicação: muitos não falam ou falam de forma repetitiva; socialização: e isolam e não permitem que outras pessoas os toquem e imaginação: não entendem “trocadilhos”, entendem tudo de maneira muito concreta e clara. Essas dificuldades levam a sérios problemas de comportamento: birras, gritos, choro, irritação, hiperatividade física.
Outros sinais: parecem não ouvir, fazem movimentos repetitivos do corpo e mãos, giram ao redor de si mesmos, tem formas próprias de brincar, enfileirar objetos… encontrei na internet essa imagem, vários blogs e sites a usam, se souberem de quem são os créditos ficrei feliz em divulgar =D

Não apresentam sinais físicos que possam ser percebidos apenas olhando para ela. Às vezes uma criança que está fazendo birra no mercado, shopping, ônibus ou parque pode não ser apenas mal educada, ela pode ter autismo! Não condene ou “olhe torto” para seus pais, a família de alguém com autismo precisa de ajuda, não de preconceito!
Hoje, no mundo todo, mais crianças são diagnosticadas com AUTISMO do que com AIDS, Câncer e Síndrome de Down. É um problema muito sério e quanto mais cedo for diagnosticado e encaminhado para tratamento, maiores as chances de desenvolvimento no futuro.

No Brasil são quase inexistentes as políticas públicas de apoio às pessoas com AUTISMO, por isso nossa maior ferramenta é a informação, a conscientização da população e o alerta aos governantes para a criação de políticas públicas. Nossos filhos existem, amam, têm sentimentos, se magoam, ficam felizes e tem potencialidades como qualquer pessoa, eles só precisam de amor e respeito!

Campanha Internacional do Dia do Autismo.

Acabei de receber esse convite via e-mail, divulgem a todos!! Vamos mostrar o AUTISMO ao mundo!!!
Na noite de 1 de Abril o prédio Empire State em NY estará acesso com luzes azuis em conscientização sobre o dia do Autismo em 2 de Abril.

Estão urgindo e repassando a campanha no resto do mundo para que todas as pessoas possam acender uma luz azul em suas casas. Outros prédios por todo o país e o resto do mundo estará acendendo luzes azuis.

Coisas que vc pode fazer para ajudar na conscientização do autismo:

1 – Usar o pin azul com o desenho de uma peça de quebra cabeça durante todo o mês de abril e qdo as pessoas perguntarem explicar sobre o autismo.

2- Mudar as fotos do orkut e perfil no twitter ou facebook com a peça azul do quebra ou com o logo da campanha light it up: Blue e repassar para amigos.

3- Digitar todos os seus emails em AZUL e colocar o logo Light It Up Blue na assinatura durante todo o mês de Abril.

4- No dia 2 de Abril vestir uma peça de roupa azul, camiseta ou calça e pedir pra seus amigos, familiares ou colegas de trabalho pra vestir também e tirar fotos e repassá-las. Se possível colocá-las nas galerias do Flickr, orkut, twitter, facebook.

5- Cozinhar um bolo com o desenho da peça de quebra-cabeça Azul, preferência todo em azul e levar para escola, trabalho e dividir com seus amigos explicando o motivo.

6- Igrejas, Congregações, avisar aos responsáveis para que falem do dia em seus Cultos, Missas e Celebrações, etc.

Existem várias maneiras de participar! O importante é fazermos nossa parte para divulgar o máximo para conscientização e um futuro melhor para os nossos pequeninos!