Meu primeiro dia de aula #ConcursoCultural

Concurso cultural Meu Primeiro Dia de Aula

As férias acabaram e o blog de educação Edson Machado lança um concurso cultural para os pequeninos: Meu Primeiro Dia de Aula.

Para participar, basta publicar um vídeo no Youtube com no máximo 40 segundos da criança contando o que ela achou do primeiro dia de aula, as novidades da escola e o que ela espera aprender em 2013. Depois, é só enviar o link do vídeo para blogedsonmachado@gmail.com. O vídeo mais assistido na web até o dia 23 de fevereiro leva o prêmio de R$ 500,00. Podem participar crianças de até 10 anos.

Para saber as regras e mais informações vá até o blog: www.edsonmachado.net

22 de março – Dia Mundial da Água #vivapositivamente

Falar sobre o tema Água e sua importância nos dias de hoje não é mais abordar um assunto desconhecido, pois com a velocidade e eficiência dos veículos de comunicação e o trabalho realizado pelas escolas esta conscientização vem sendo instigada a cada dia.

Muita gente já alterou seu comportamento através de mudanças de maus hábitos transformando-os em bons exemplos

Porém, ainda há muito a ser feito uma vez que nem todos se dispõem a este envolvimento e responsabilidade.

É por esta razão que devemos aproveitar as comemorações do Dia Mundial da Água para destacar tópicos importantes e decisivos para a preservação da água, que é insubstituível, e consequente preservação da vida no nosso Planeta.

Hoje, a população mundial atingiu a marca de 7 bilhões de pessoas, consequentemente aumentou e muito o consumo de água. É por esta razão que muitas regiões enfrentam sérios problemas de escassez.

Estudos afirmam que atualmente mais de 1 bilhão de pessoas sofrem com a insuficiência de água para o consumo e há expectativas de que daqui 25 anos este número será de 5,5 bilhões.

Nós somos privilegiados em termos, pois 70% da água doce do nosso país está concentrada na região amazônica que abriga apenas 5% da população. Diante deste fato o sinal de “alerta” já foi acionado e não há como postergar atitudes diárias de preservação da água.

Voltando o olhar agora para cada um de nós é importante saber que o ser humano necessita de pelo menos20 litrosde água por dia para a sua sobrevivência.

Você acha muito?

Então vejamos quais ações você desempenha utilizando água no seu dia.

– Escovar os dentes pela manhã e após as refeições;

– Lavar as mãos durante o dia (após o uso do banheiro e outras situações em que se faça necessário),  e antes das refeições;

– Usar a descarga

– Tomar banho;

– Fazer a barba;

– Lavar roupa

– Cozinhar os alimentos;

– Lavar a louça

– Beber água

– Limpar a casa

– Regar as plantas

– Lavar o carro

– Lavar o quintal

Você acha que não usou20 litrospara realizar pelo menos cinco dos itens acima?

Pois então se lembre de usar com responsabilidade cada vez que for executar cada uma destas ações.

Você sabia que 70% do nosso corpo é formado por água?

E sabia que durante todo o dia perdemos cerca de 2,5L de água de diversas maneiras?

Sabia que necessitamos repor esta água perdida para que possamos viver e com saúde?

Veja em quais situações perdemos água:

-0,4 Lquando expira;

-1.2 Lao urinar;

-0,6 Lcom a transpiração;

-0,1 a0,3L ao evacuar.

É por esta razão que se faz necessária a ingestão de pelo menos 1,5L de água e 1,0L através da ingestão dos alimentos.

É por esta razão que não sobreviveremos sem Água

Curiosidade:

A porcentagem de água varia com a idade, de espécie para espécie e com a atividade metabólica. Em termos gerais temos: Quase 95% do feto humano é feito de água. No organismo adulto, devido ao desenvolvimento do esqueleto, formado em grande parte por matéria seca, essa porcentagem se reduz, embora continue sendo elevada: nunca inferior a 65%. Se não contivesse a água, o corpo de um ser humano adulto não teria mais do que 60 centímetrosde altura e pesaria aproximadamente 45 quilos. Mas existir vida nessas condições seria completamente impossível. A criança pode haver mais água. No velho, menos. É a falta de água que enruga a pele. Qualquer perda tem de ser reposta e o organismo sinaliza através da sede. (UFC.br)

Além de usar a água com responsabilidade é importante manter sempre limpo o lugar em que ela habita. Pense antes de jogar lixo fora do lugar adequado.

Termino com esta tirinha para que reflitam a respeito.

Leia também as postagens anteriores

Dia Mundial da Água – Datas Comemorativas – 2011

Dia Mundial da Água – 22 de março – 2010

Dia Mundial da Água – Datas Comemorativas – 2008

 

Dia Internacional da Mulher – Datas Comemorativas

Escrevi hoje este artigo no site Oficial da cidade de Itu o qual sou colunista e gostaria, além de sugerir a leitura, de complementar minhas reflexões sobre o Dia Internacional da Mulher focando a abordagem do assunto e a mudança de paradigma envolvendo a figura feminina, pelos professores.

A escola hoje recebe alunos de ambos os sexos, diferente da minha época em que havia escolas só para meninas e escolas só para meninos impedindo a convivência entre gêneros. Normalmente as escolas só de meninas eram de freiras e dos meninos de padres, também tendo algumas laicas.  Estudei toda a minha vida em colégio de freiras, portanto, só de mulheres e lá, além de todas as matérias que integravam o currículo, aprendíamos como arrumar uma mesa para diferentes ocasiões, como fazer uma bainha de calça usando ponto paris, como cerzir meias, além de culinária, puericultura, artesanato, música dentre outras. Éramos preparadas para sermos excelentes esposas e donas de casa primorosas.

Estudei lá até o final do Magistério (antigo Normal) e quando me formei meu pai, emocionado, me disse estar realizado, pois eu estava pronta para me tornar uma excelente esposa. Qual não foi seu espanto quando lhe informei que desejava ingressar na Faculdade de Direito. Ele quase enfartou! É bom lembrar que isso aconteceu em 1973, auge da Ditadura Militar e meus pais, indignados, não conseguiam compreender como sua filha podia ter se tornado uma subversiva (palavra deles). Na verdade eu só queria contribuir para a mudança da realidade brasileira uma vez que o patriotismo pulsava na mesma cadência que o pulsar do meu coração.

Com a valentia da minha juventude prestei vestibular escondida dos meus pais e ingressei na Faculdade. A turma era de 44 pessoas sendo que somente 8 eram mulheres e eu a mais nova.  A luta foi dura e longa, mas valeu a pena! Há muitas experiências vividas que contarei em outra oportunidade, mas optei por compartilhar com vocês este relato para exemplificar as dificuldades vividas pelo sexo feminino, num tempo não muito distante.

Quando pequena eu só brincava de vestido, pois até o final da década de 60 eu não podia usar calça comprida porque era vestimenta somente de homem ou de “mulher de vida fácil”, como se costumava dizer.

O assunto pílula anticoncepcional então era assunto proibido, pois estava muito mais ligado à perda da virgindade do que ao método contraceptivo.

Contando estas ações e reações se têm a impressão de que faz muito tempo, porém não faz tanto tempo assim e é por esta razão que as conquistas femininas devem ser tratadas com a seriedade que elas merecem.

O Dia Internacional da Mulher representa muito mais do que palavras doces e uma rosa na mão. Representa a conquista da mulher, a duras penas, para obter um lugar ativo e produtivo na sociedade. Mas ainda há muito a se conquistar e muitos conceitos e pré-conceitos a serem mudados. É por esta razão que a escola, hoje acolhendo alunos de ambos os sexos, pode promover a reflexão e consequente formação de opinião abordando assuntos igualmente importantes como:

– A obsessão pela beleza o qual a mulher acaba por destruir seus traços únicos se tornando mais uma na produção de mulheres em série – todas com as mesmas características: lábios preenchidos, seios e nádegas siliconadas, cintura fina…

– A cobrança constante para que a mulher tenha um namorado, marido, filhos…

– A insinuação de que sempre que a mulher consegue um bom emprego, uma bolsa de estudos no exterior ou algo similar foi em razão do uso do seu corpo e não da sua capacidade.

– Toda vez que a mulher defende seu ponto de vista de forma contrária é rotulada de louca ou de mal amada.

– Ter salários diferenciados ocupando a mesma função que o homem;

– Ser discriminada seja no trânsito,  por ser loira, ser magra, ser alta, ser gorda, ser baixa…

– A imposição de ter que agir de determinada maneira, caso contrário, nenhum homem se interessará por ela.

E tantas outras situações que ainda discriminam a mulher em nossa sociedade.

A escola pode e deve trabalhar Valores através de reflexões de atitudes dos próprios alunos dando destaque para a Ética. Somente através da formação embasada em valores é que conseguiremos transpor toda esta discriminação e formar pessoas conscientes do seu papel na sociedade.

Parabéns para as mulheres que fazem a diferença!

Minha homenagem atrasada #DiadoVeterinario

Falar sobre animais é sempre muito prazeroso para mim, primeiro porque tivemos uma experiência muito linda com um pastor alemão que viveu 15 anos conosco, que faleceu há dois anos, mas os momentos inesquecíveis em que ele esteve presente estão registrados nas fotos da nossa família. E depois, porque foi falando dele que dei início ao blog com o seguinte post “Sadan, meu amigão”.

Como dia 09 de setembro foi o DIA DO VETERINÁRIO fica aqui a minha homenagem atrasada à minha filha caçula e ao meu genro que são veterinários de corpo e alma.

Para ressaltar a fidelidade e amor incondicional que os animais sentem por seus donos e com base nesta notícia, vou falar um pouco sobre Fred, um vira-lata que vivia em Jeriquara, interior de São Paulo. Fred veio bebezinho para esta família e brincava o dia inteiro com seus dois donos-mirins. Porém, com o tempo, foi ficando muito “levado”. Ao menor barulho pulava o muro e corria atrás das galinhas criadas pela vizinha e, muitas vezes, as matava. Diante de tantas reclamações, decidiram doar o Fred para um casal de amigos que morava numa chácara em Franca, afinal lá ele teria bastante espaço para correr e brincar e ainda teria a companhia de outro cão.

Fred foi levado bem cedo, antes mesmo das crianças acordarem. Segundo eles mesmos contam, assim que ficaram sabendo da partida de Fred choraram muito.

Acontece que três dias depois de estar em seu novo lar, Fred aproveitou o portão aberto e fugiu não sendo encontrado por mais ninguém.

Pasmem, um ano e meio depois, ele apareceu no muro da antiga casa. Debruçou no muro e ficou olhando para seus antigos donos que o reconheceram e o receberam com muita festa. Durante 18 meses ele andou 60 km, passou fome, cansaço, mas achou o caminho de volta.

A relação entre a criança e o animal é muito importante e ajuda no desenvolvimento da responsabilidade, do respeito para com os animais, além de estreitar o vínculo afetivo-emocional. É claro que compete aos pais estabelecer o compromisso de cuidar do animal. A criança deve ser responsável por alimentar, por não deixar o animal destruir as coisas e, dependendo da idade, também deverá dar banho, ser escovado, levar para passear e ser educado. O vínculo de amor entre a criança e o animal se solidifica através do cuidar e da responsabilidade por ele.

O cão está sempre disposto a acompanhar seu dono. Se o dono aparecer e o cachorro não fizer “festa” é porque ele não está bem de saúde, caso contrário, a alegria demonstrada pelo cão é intensa.

Quando eu era pequena havia alguns seriados na TV cujo astro principal era um animal.

Tinha a Lassie

As aventuras de Rin tin tin

Flipper – O golfinho

Fury – O cavalo

Ben – O Urso amigo

Estes seriados eram verdadeiros incentivos aos animais de estimação.

Ter um animal de estimação e poder crescer em contato com ele faz toda a diferença. Falo isso porque minha filha caçula, a mãe oficial do Sadan, quando ingressou na Graduação “Veterinária” levou seu “filho”. Sentimos muito a falta dele, mas ela dizia que uma mãe não abandona o seu filho e lá foi ele junto com ela. Ao final da graduação, ele já com 12 anos, sentia fortes dores na parte lombar, comum na raça dele.

Ela e meu genro fizeram uma cirurgia nele e mandamos fazer uma cadeira de rodas para que ele pudesse continuar andando e foi o que aconteceu por mais três anos. É amor incondicional recíproco. É assim que tem que ser.

Aproveito a homenagem para indicar este vídeo produzido pelo Hospital Albert Einstein que mostra como os animais de estimação ajudam no desenvolvimento psicossocial das crianças e podem significar mais do que um simples amigo para brincadeiras.

E você tem alguma história com animal para compartilhar conosco?