Dia Internacional da Mulher – Parabéns!

No Dia Internacional da Mulher quero homenagear primeiramente  a MulherMãe, pois só a ela foi concedido o milagre de gerar vida.

Desde a concepção, seu instinto maternal já lhe dá sinais de que iniciou-se o processo, e segue acolhendo todas as mudanças físicas, emocionais e psicológicas.

Ao dar à luz já não é mais a mesma. É uma nova mulher que acolhe em seus braços o fruto do seu amor.

A missão de criar, educar, orientar, acolher, mimar, dizer “não” (e como dói dizer “não”, porém só dizemos “não” para quem amamos) compete a ela, em especial.

O primeiro sorriso, os primeiros passos, o ouvir “mamãe” na vozinha meiga como primeira palavra são emoções indescritíveis e que são guardadas na memória por toda a caminhada.

A primeira escola, os choros intermináveis da adaptação e depois os coleguinhas, os passeios pedagógicos, as reuniões, o passar de ano, tudo é acompanhado de perto por ela, e assim caminha feliz o filho sabendo que pode contar sempre com o amparo da mãe.

Esta mãe que sai de manhã cedo com o coração apertado porque tem que trabalhar, e que ao final do dia chega transbordando de alegria, quando vê seu cansaço desaparecer no calor de um abraço apertado.

É emocionante ver o filho crescer e acompanhar o primeiro amor, o primeiro beijo, as risadas sem qualquer motivo, o som no último volume, a bagunça do quarto, o choro do amor que foi embora. O mais importante é que o filho sabe que sempre haverá um colo para lhe acolher seja na exaltação dos momentos felizes ou na fragilidade dos momentos tristes.

Depois a formatura, o primeiro emprego, o namoro sério, o casamento… até que vem a notícia de que será avó. E o milagre da vida acontece novamente e agora além de MulherMãe também avó. E o milagre se repete.

Como educadora não poderia deixar de parabenizar a Mulher/Professora que em paralelo a Mulher/Mãe acompanha, com o mesmo comprometimento, todas as fases descritas acima.

Enfim, ser MulherMãe/Professora  é ser muitas sendo apenas uma,  é seguir acreditando mesmo quando todos já desistiram, é ter um sorriso nos lábios mesmo com lágrimas nos olhos, é parecer forte mesmo sendo frágil, é perdoar e acolher sempre, é ter nos lábios uma palavra de incentivo e iniciar cada dia como se fosse o único.

Esta somos nós.

Parabéns neste Dia Internacional da Mulher!

Dia Internacional da Mulher – Atividades

Leia as postagens anteriores:

Mulher de A a Z

Dia Internacional da Mulher – 2009

Dia Internacional da Mulher – 2008

Dia Internacional da Mulher – 2008

Dia da Mulher e a mulher da terceira idade

Dia Internacional da Mulher Mini-projeto: Profissão das mulheres

Para Educação Infantil

Fonte: Jogos e Brincadeiras

• Preparar o Cantinho do Jogo simbólico com vários materiais utilizados pela mamãe: roupas femininas, sapatos e bolsas, maquiagem; vassoura, panelas e fogão de brinquedo; computador de brinquedo, papéis e revistas, livros etc. • 

Em roda de conversa o professor motivará aos alunos dizendo que para comemorar o Dia da Mulher, irão pensar nas diferentes atividades que as mulheres fazem.

• Deixar que os alunos se expressem livremente, contando aos demais sobre a profissão de suas mães e de outras mulheres que vivem com eles. Ampliar a conversa chamando a atenção para as diversas profissões em que as mulheres atuam: médicas, professoras, motoristas, secretárias, desenhistas, domésticas, cozinheiras, cabeleireiras, dentistas etc. Salientar que todas as profissões são importantes e fazem diferença na sociedade, além de estarem relacionadas entre si.

• Em seguida, propor que brinquem livremente no Cantinho.• Propor um jogo de mímica, em que um aluno imita a mamãe para que os demais adivinhem o que ela está realizando. Garantir a participação de todos.

MuralFinalizar a atividade propondo um Mural com o registro coletivo das muitas profissões femininas por meio de desenhos, colagens ou escrita espontânea dos alunos. O professor também poderá ser o escriba.

TEXTO INFORMATIVO

Como surgiu o Dia Internacional da Mulher?

Durante o Congresso Internacional de Mulheres, realizado em 1919, na cidade de Copenhague, Dinamarca, essa data foi escolhida e oficializada como o dia ideal para o Dia Internacional da Mulher em homenagem ao assassínio de 129 mulheres, que foram queimadas em resposta a uma greve realizada na fábrica têxtil Cotton, em Nova York, em 8 de março de 1857.

O motivo da greve era um protesto contra uma jornada diária de 16 horas de trabalho, aliada a baixos salários. Como resposta à manifestação, os patrões ordenaram que fosse ateado fogo no prédio onde essas mulheres se encontravam.

Atividades

Fonte: Mágica Infantil

[mãe.jpg]

[mulher-rascunho.jpg]

[mulher+maravilha2.jpg]

[mulher+especial.jpg]

Lembracinhas para o Dia Internacional da Mulher

Fonte: Gente Miúda


FLOR PORTA BOMBOM E FOTO, upload feito originalmente por Crys Silva.

Molde com passo a passo:

[10%2520%25281%2529.jpg]

Chaveirinhos para o Dia Internacional da Mulher

EVA atoalhado, botões, sisal, tudo com enchimento perfumadol!!! Tudo de Bom!!!!

Gente estas bolsinhas são uma ótima idéia para presentear no Dia da Mulher.

Dentro você pode colocar um ítem (bombom, trufa, cortador de unha, puseira…) ou um recadinho…

Pode ser feito em EVA ou papel

Marcador de páginas

Eva atoalhado e simples, caseado de barbante, botões, fitinhas..


Anéis para guardanapos

Veja que graça estes anéis para guardanapos, feitos com sementes variadas e tubos de papel higiênico. Não ficaram demais? Para colar as sementes use cola branca…
DICA: Depois de coladas todas as sementes, passe uma grossa camada de cola na peça, para evitar que as sementes se soltem!

Projeto para o Dia da Mulher

Pessoal Envolvido

Pré-escola, 1ª a 4ª série do Ensino Fundamental.

Objetivos

Conscientizar o aluno sobre a importância da figura humana. Valorizar a atuação da mulher na sociedade moderna.

Justificativa

Valorização da Mulher.

Ações Desenvolvidas

Pesquisa;
Releitura de obras famosas;
Poesias;
Cartazes, cartões;
Jogral;
Músicas;
Exposição de atividades no pátio da escola;
Acrósticos;
Confecção de livro expondo direitos das mulheres.

Responsáveis pelo Projeto

Direção, Coordenação, Professores de Pré-escola, 1ª, 2ª, 3ª e 4ª Séries do Ensino Fundamental e funcionários.
Créditos: ABC Educar.

Cartões para o Dia Internacional da Mulher



Quer receber as nossas novidades? CLIQUE AQUI E CADASTRE O SEU EMAIL

Oi gente! Se você quer ver todas nossas idéias assine nosso feed. Widget Desenvolvimento Blogger

O que você está procurando? Pesquise Aqui!

Custom Search

NÃO PERCAM O ESPECIAL DE VOLTA ÀS AULAS!

sábado, 2 de outubro de 2010

Gostou deste Post? Divulgue no Orkut!!! Cartões Coloridos para o Dia da Mulher

Oi pessoal!

Vejam que graça estes cartõezinhos que fiz para o Dia da Mulher… para vocês usarem em lembrancinhas, presentes, cadernos…
Cliquem para ampliar e salvar em tamanho original!





Mulher de A a Z #diadamulher

Para acessar os posts mais antigos sobre o Dia Internacional da Mulher clique AQUI

Mulher de A a Z

Mulher que sabe ser Amada e Amante. Que se mantém Bonita mesmo com a correria do cotidiano. Sempre Companheira e Carinhosa não importando as intempéries da vida. Sabe ser Doce nos momentos especiais e Dura principalmente se o que está sendo ameaçado é a sua família. Enfatiza suas regras e não abre mão delas, porém torna-se Frágil a um simples toque de mão. Gosta de tudo que é bom, porém emociona-se diante de uma simples florzinha colhida em um jardim qualquer. Habilidosa, sempre tem um dom aflorado e Ideias não lhe faltam para mimar os que lhe são queridos. Seu senso de Justiça está sempre ativo e não poupa esforços para defender sua “cria”. Suas ideias Kantianas lhe dão subsídios para o entendimento humano propiciando um Lecionar contínuo na formação dos que a rodeiam. É Mãe acima de tudo e de todos. Em momentos especiais é Namoradinha e Namoradeira encantando quem escolheu para ser seu companheiro. De Opinião forte e segura é a base de sustentação da sua família. Como Pacifista está sempre à frente das grandes causas e seu Querer é a alavanca para grandes ações. Romântica está sempre pronta para comemorar datas significativas e a Solidão não lhe é boa companheira. Suas Tarefas são intermináveis principalmente se for uma mulher de aquário, e por vezes se torna Utopista na esperança de que tudo se encaixe da melhor maneira. Vigilante, está sempre atenta a tudo que a cerca e à sua família. É como se tivesse um Wattímetro interior capaz de medir as correntes maléficas que possam se aproximar. Xereta por natureza sabe de tudo que acontece pelo mundo (pelo menos nos assuntos que lhe interessa). E se tem um filho “Geração “Y” se esforça em torna-se “Y” para entendê-lo.
Faz tudo isso porque adora ser Zelosa com os que ama.

A mulher, embora possa ser descrita através do alfabeto não consegue ser decifrada.
A dicotomia que traz dentro de si é que a torna maravilhosamente inexplicável.

Sou mullher, e me orgulho muito disso!

Cybele Meyer

Esta é minha homenagem a todas as Mulheres Professoras e Mães.

Mulheres que compõem o quadro acima

Ao centro: Leila Diniz
Acima da esquerda para a direita
Anita Garibaldi, Cora Coralina, Pagú, Cacilda Becker
abaixo: Chiquinha Gonzaga e Zuzu Angel
abaixo: Anita Malfatti e Elza Soares
última linha: Derci Gonçalves, Zilda Arns, Bertha Lutz e Yolanda Penteado

Dia Internacional de Mulher


Imagem enviada pela amiga Zulma Peixoto

Queridas amigas professoras,

Segue o meu carinho a todas vocês pelo DIA INTERNACIONAL DA MULHER
NADA MAIS CONTRADITÓRIO DO QUE “SER MULHER”…

MULHER QUE PENSA COM O CORAÇÃO, AGE PELA EMOÇÃO E…

… VENCE PELO AMOR.

QUE VIVE MILHÕES DE EMOÇÕES NUM SÓ DIA E…

… TRANSMITE CADA UMA DELAS, NUM ÚNICO OLHAR.

QUE COBRA DE SI A PERFEIÇÃO E VIVE ARRUMANDO DESCULPAS PARA OS ERROS, DAQUELES A QUEM AMA.

QUE HOSPEDA NO VENTRE OUTRAS ALMAS, DÁ A LUZ E DEPOIS FICA CEGA, DIANTE DA BELEZA DOS FILHOS QUE GEROU.

QUE DÁ AS ASAS, ENSINA A VOAR MAS NÃO QUER VER
PARTIR OS PÁSSAROS, MESMO SABENDO QUE ELES
NÃO LHE PERTENCEM.

QUE SE ENFEITA TODA E PERFUMA O LEITO, AINDA QUE SEU AMOR NEM PERCEBA MAIS TAIS DETALHES…

QUE COMO UMA FEITICEIRA TRANSFORMA EM LUZ E SORRISO…

… AS DORES QUE SENTE NA ALMA, SÓ PARA NINGUÉM NOTAR.

E AINDA TEM QUE SER FORTE, DAR O OMBRO
PARA QUEM NELE PRECISE CHORAR.

FELIZ DO HOMEM QUE POR UM DIA SOUBER, ENTENDER…

…A ALMA DA MULHER!

Beijinhos e PARABÉNS para todas nós.

Aproveitem para ler o post onde falo sobre a mulher da terceira idade
Falando sobre
Cybele Meyer

Pela Valorização da Mulher Brasileira!

A mulher através dos séculos carrega o fardo de viver para satisfazer os desejos do homem.

Na idade média a mulher era usada somente para saciar as necessidades dos homens e procriar. Toda e qualquer participação sua era excluída principalmente em razão das leis e imposições serem feitas por eclesiásticos. Estes, submissos às próprias regras, tinham que viver afastados delas. Em decorrência disso lhe imputavam a responsabilidade de serem pecadoras da carne, possuidoras do demônio, causadoras da perda do Paraíso e disseminadora do mal.

Toda e qualquer referência à mulher, nesta época, veio por intermédio dos homens da igreja, e foi por esta razão que pouco registro há, uma vez que, a igreja sempre banalizou a figura feminina.
Com a instituição do casamento, pela própria igreja no século XI, o papel da mulher passou a ser o de boa esposa e de boa mãe. Tinha quer servir seu marido lhe devendo total obediência. Ele, como seu amo e senhor, tinha o direito de dominá-la não lhe permitindo qualquer atitude sem prévio consentimento sob pena de sofrer penalidades físicas.

A mulher recolheu-se ao mundo doméstico dedicando-se aos encargos da casa, das crianças, dos doentes e à noite tinha a obrigação de servir ao seu marido.
Mesmo com o passar do tempo, enquanto os religiosos detiveram o poder político a figura da mulher esteve ligada ao pecado original inferiorizando-a e subjugando-a somente a procriação e às ordens do marido.

E a mulher carregava o fardo de viver para satisfazer os desejos do homem.

Entre quatro paredes, dependendo do marido, a mulher até podia dar sua opinião sobre alguns assuntos, usando sua intuição podia até aconselhá-lo, porém da porta para fora, diante de todos era ele o dono da verdade. Na presença de visitas, o marido ao tratar algum assunto importante, mandava que a mulher se retirasse da sala deixando-os sozinhos. Suas ordens eram inquestionáveis.

Após a I Guerra a mulher começou a dar seus primeiros passos rumo a sua libertação. Começou a ingressar no mercado de trabalho vendendo a preços miseráveis sua mão de obra e lhe sendo imposto a manutenção dos encargos da casa, da família, da educação dos filhos e o servir ao marido. Além disso, assumia a culpa de todo e qualquer problema conjugal que ocorresse. Era-lhe cobrado nunca estar cansada, estar sempre sorridente, arrumada, perfumada e disposta a cumprir com suas obrigações matrimoniais.

E é a mulher carregando o fardo de viver para satisfazer e agradar o homem.

Com o aumento do número de mulher trabalhando fora de seus lares começaram as demarcações pela sociedade machista, das profissões femininas e masculinas alegando que algumas profissões exigiam funções frágeis como as de empregadas domésticas, enfermeiras, professoras, secretárias e consequentemente salários baixos para as mulheres e altos para os homens.

A visão de que a mulher tinha que servir ao homem ainda era uma constante principalmente nas atitudes dos chefes que assediavam suas funcionárias, e que eram despedidas caso não aceitassem. Este tipo de coação incentivava a aceitação de muitas diante da necessidade do emprego e da consciência de que o mesmo aconteceria em outro trabalho.

Aos poucos a mulher vai se fortalecendo e vai se desvencilhando das amarras. Vai conseguindo ocupar um lugar no mercado de trabalho.
Porém, a visão carnal a ela imposta na idade média ainda nos dias de hoje continua presente.

A cobrança pelo corpo perfeito, pela pele maravilhosa, pela magreza, pelo não envelhecimento é diária e atinge todas as camadas sociais.

A mulher se submete a passar meses comendo clara de ovo para não engordar! Aumenta a boca com metacril correndo o risco de ficar deformada. Aplica doses abusivas de botox para conservar uma pseudo-juventude. Malha, encapa os dentes, faz depilação definitiva, elimina costelas para afinar a cintura e por aí vai.

Tudo com o intuito de agradar o homem. Se flagela com o intuito de agradar o homem.
Isso lhe imposto pela sociedade. A cobrança vem inclusive das próprias mulheres.
Está na hora de nós mulheres sermos valorizadas pela sociedade pelo que somos, do jeito que somos e sem cobranças.

Não temos obrigação de ser modelo de beleza, de peso de boca, de cintura…
Temos que ser queridas e amadas mesmo com alguns quilos a mais.

Gostamos de discutir relação SIM, temos TPM, gostamos que puxem nossa cadeira para sentarmos, que nos dêem rosa sem qualquer motivo, que nos levem para jantar.
Gostamos de shopping, de tomar sol na praia, de assistir filme romântico, de dar beijinho de boa noite.

E gostamos de não ter que viver para satisfazer e agradar o homem. Isso tem que acontecer naturalmente.

Gostamos sim de ter um companheiro, um ombro para aconchegar após um dia de trabalho, um abraço forte e carinhoso num momento de fragilidade, um sorriso iluminado a compartilhar.

Não queremos tomar o lugar de ninguém.
Não queremos andar nem atrás e nem na frente.
Queremos andar lado a lado, de mãos dadas.

MINHA HOMENAGEM À CORA CORALINA


Cora Coralina (1889-1985), que na verdade era Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretãs. Poderíamos dizer que tinha nome de princesa, mas era só na quantidade de sobrenomes porque foi mulher do povo e de luta.

“Escrevia desde os quinze anos tentando construir uma ponte entre o passado e o presente “rever, escrever e assinar os autos do Passado antes que o Tempo passe tudo ao raso“.

Escondia-se atrás deste pseudônimo uma vez que moça prendada e “casadoira” não se dava a estas futilidades. De início era apenas Cora, derivado de coração, sendo depois completado por Coralina dando perfeita sonoridade e significado poético: “coração vermelho”.

Mulher muito a frente do seu tempo. Apaixonou-se por Cantídio quando tinha 20 anos e por ser ele casado fugiram para Jaboticabal onde tiveram quatro filhos. Apesar de tanto amor e de ter transgredido regras ao fugir para viver junto de seu amado, este não aprovava sobre seus escritos tendo que continuar a esconder-se sobre o manto do coração vermelho – Cora Coralina.

Já viúva mudou-se para Andradina, cidade que se iniciava e junto ao fogão de lenha escrevia e escrevia. Aprendeu a datilografar aos 70 anos e aos 75 publicou seu primeiro livro “Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais”.
Muito ainda há para se descobrir sobre esta mulher maravilhosa que nos marcou a alma com suas poesias, contos e frases.

Neste dia homenageio esta mulher que tanto admiro – Cora Coralina

Referência
http://www.vilaboadegoias.com.br/cora_coralina/mais.htm

Dia Internacional da Mulher!

Dia 8 de marco é dia de gritarmos bem alto !

Temos que gritar bem alto para que o governo pare de nos vender como
mercadoria nacional!
Temos que gritar bem alto para que a Embratur pare de nos tratar como
maquinas de fazer sexo!
Temos que gritar bem alto para a industria da beleza parar de nos dizer
todos os dias que precisamos ser perfeitas para ser amadas!
Temos que gritar bem alto para que nos respeitem como profissionais que
somos capazes de ser!
Temos que gritar bem alto contra a violencia contra a mulher!
Temos que gritar bem alto que nosso sexo nao tem nada de fragil e que
somos seres capazes e pensantes!

Temos que fazer a comunidade entender que nao queremos tomar o lugar dos
homens na sociedade e muito menos deixar de cumprir nossos papeis de mae
e esposas.
Somos felizes sendo mulheres e nao estamos e nem queremos
negar nosso papel.
Queremos apenas ter o direito de escolha e mais do que tudo, ser respeitadas!


Amanhã, mais de 200 blogs estarão unidos, em sintonia, na luta pela VALORIZAÇÃO DA MULHER BRASILEIRA.
Como diz minha amiga Lyz “Convocamos portanto, todas as mulheres, seja ela mãe ou profissional, escrava da jornada tripla, escravas da balança e da ditadura da beleza, convocamos também os vários homens que atuam de maneira brilhante, lado a lado, a nós mulheres, como pais de nossos filhos e companheiros de luta diaria para uma vida melhor, convocamos todos nossos filhos e netos a gritar bem alto que dia 8 de Marco de 2008 é o dia da Valorizaçao Mulher Brasileira ! Aquela mulher cuja imagem É manchada e massacrada por todos os lados. Aquela mulher que sofre todos os dias apenas por ter nascido do sexo feminino e em um paÍs aonde mulher é tratada como mercadoria nacional.

Precisamos lutar por respeito e para isso precisamos nos dar ao respeito !

Precisamos ser valorizadas e para isso teremos que gritar bem alto para tentar mudar a imagem infeliz que o Brasil, e nós brasileiros, vendemos das mulheres brasileiras !

Participe você também! Se você tem um blog, inscreva-se e deixe uma mensagem, um depoimento. SE você não tem um blog, visite os inscritos e deixe o seu comentário.

Vamos fazer tremer o solo brasileiro ao som do teclado dos nossos computadores mostrando o peso da mulher brasileira.”

Quem quiser participar basta entrar num desses dois endereços e se inscrever, ou visitar a lista de inscritos.

Meire – http://meiroca.com/2008/02/05/pela-vlorizacao-da-mulher-brasileira/
Lys – http://universodesconexo.wordpress.com/coletiva-pelas-mulheres/

ESTE VÍDEO FALA SOBRE AS DIFERENÇAS.

Foi indicado por minha amiga Fátima Franco

Acredito que pode gerar um belo debate em sala de aula.

http://www.bozzetto.com/flash/differenza.htm

ESTE JOGO FOI INDICADO PELA AMIGA Cristiana de Barcellos Passinato

http://www.universia.com.br/play/

VÍDEO SOBRE TAUTOLOGIA – Muito bom!

VÍDEO SOBRE GRAMÁTICA – Muito bom!

BOM FINAL SEMANA!