XX CONGRESSO BRASILEIRO DE FONOAUDIOLOGIA

EVENTO DISCUTIRÁ A GAGUEIRA, DISTÚRBIO QUE ATINGE 

ATÉ 5% DA POPULAÇÃO MUNDIAL. NO BRASIL, CERCA DE 2 MILHÕES GAGUEJAM

Entre os diversos temas que serão abordados no XX Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, de 31/outubro a 3/novembro, em Brasília (DF), um dos destaques será a discussão e apresentação de trabalhos sobre a gagueira, distúrbio que acomete cerca de 5% da população mundial. Entre as atividades referentes à temática, haverá uma mesa redonda sobre os Avanços no diagnóstico diferencial em gagueira.

De 18 a 22 de outubro, acontece a Semana de Atenção à Gagueira – o Dia Internacional de Atenção à Gagueira é comemorado anualmente em 22 de outubro. O distúrbio (ou transtorno de fluência da fala) é involuntário, individual, intermitente e, na idade adulta, ainda incurável.  Interfere na comunicação e no desempenho escolar e profissional do cidadão.

A fonoaudióloga Ignês Maia Ribeiro, membro da SBFa, diz que a gagueira é um distúrbio universal, que tem como base pequenas alterações neurobiológicas e ocorre igualmente em todos os países e grupos sociais, numa proporção de quatro homens para uma mulher.

“Na grande maioria dos casos, inicia-se entre os 2 e 5 anos de idade. Atinge temporariamente 5% da população, sendo que em 1% permanece durante toda a vida. Acredita-se que aproximadamente mais de 2 milhões de brasileiros têm gagueira”, completa Ignês Ribeiro.

Para a presidente da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, Irene Marchesan, o interesse pelo distúrbio é cada vez mais evidente, até mesmo pelas estatísticas apresentadas em estudos e pesquisas constantemente. “O Congresso Brasileiro é mais uma oportunidade para colocar em evidência um tema de amplo interesse para a população em geral. Não foi á toa que a gagueira chamou atenção no ano passado com o premiado “O Discurso do Rei”, que venceu o Oscar em quatro categorias”, completa Marchesan.

Causas e Tratamento

O atendimento precoce é a melhor forma de combater a cronicidade. Mas, se este não ocorreu, há tratamentos que, mesmo sem obter a cura, oferecem melhoras significativas para seu portador. Existe também um componente genético que aponta que cerca de 70% dos que gaguejam tem familiares que também gaguejam ou que sofrem de algum outro distúrbio de fluência.

A gagueira é, por fim, um distúrbio neurobiológico isolado, que não afeta a capacidade intelectual nem o desempenho de seus portadores, para o qual ainda não há cura completa ou medicamentos. Contudo, a Fonoterapia é altamente eficaz, especialmente na infância. Não se pode impedir o surgimento de uma gagueira, mas pode-se evitar que ela cronifique e, para isso, é importante dar atenção às crianças desde o momento em que surgem as rupturas. Esperar que passe é altamente nocivo porque só agrava a situação.

O XX Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia (31/10 a 03/11) será realizado no Centro de Eventos e Convenções Brasil 21 – SHS Quadra 06, Lote 01, Conjunto A, Setor Hoteleiro Sul -, em Brasília/DF. Serão mais de 380 congressistas e terá a participação de mais de 2000 fonoaudiólogos inscritos.

Fonte para entrevistas:

Ignês Maia Ribeiro – Membro da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia

Diretora Educacional do Instituto Brasileiro de Fluência – IBF

20º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia

Período: 31 de outubro a 03 de novembro de 2012

Horário: Das 8 às 21 horas

Local: Centro de Eventos e Convenções Brasil 21, SHS Quadra 06, Lote 01, Conjunto A, Setor Hoteleiro Sul (Brasília/DF).

Site Oficialhttp://www.sbfa.org.br/fono2012

Programaçãohttp://www.sbfa.org.br/fono2012/admin/grade_ativa.php#