“Manuscritos na História” – Exposição virtual

 

O Arquivo Público do Estado de São Paulo, órgão vinculado à Casa Civil, lançou a exposição virtual “Manuscritos na História”, com o objetivo de mostrar as mudanças pelas quais o documento manuscrito passou ao longo do tempo. Ao todo são 145 manuscritos, digitalizados especialmente para esta exposição, que foram escolhidos entre os quase 9 mil metros lineares de documentos sobre a História de São Paulo que fazem parte do acervo da instituição.

 

A exposição é dividida em dez ambientes com diversos tipos de manuscritos tanto particulares quanto públicos como cartas, ofícios, inventários, documentos e identidade, autuações, processos judiciais, requerimentos e tantos outros. Todos eles têm algo em comum: foram escritos à mão.

O documento mais antigo é um testamento de 1707 e o mais recente é uma certidão de nascimento do ano de 1942.

Ao acessar a exposição você terá oportunidade de ler a Constituição Política do Estado de São Paulo de 1891, na qual o Estado declara sua autonomia e soberania política. Também há uma carta de Julio Prestes escrita em 1942, documento do acervo pessoa de Altino Arantes, presidente de São Paulo entre os anos de 1916 e 1920. Excelentes documentos para os professores de História.

Para os professores de Literatura poderão ter acesso ao manuscrito do poema “Círculo Vicioso” de Machado de Assis

Também é possível acompanhar as mudanças ocorridas nos diferentes documentos ao longo do tempo como: certidões de nascimento, títulos de eleitor, passaportes e carteiras de habilitação.

Uma das propostas da exposição virtual é promover o uso dos manuscritos históricos como recurso didático. Para isso, a exposição conta com nove sugestões de atividades pedagógicas que trazem documentos de época para serem analisados pelos alunos.

De acordo com os PCN (Parâmetros Curriculares Nacionais), o uso de documentos históricos em sala de aula pode ser adotado desde os primeiros anos do Ensino Básico. Contudo, a exposição virtual traz atividades indicadas para alunos do 6º ano do Ensino Fundamental, mas que podem ser trabalhadas em outros anos escolares, a critério do professor.

A instituição mantém sob sua guarda aproximadamente 9 mil metros lineares de documentação textual permanente, 17 mil metros de documentação intermediária, 900m de material iconográfico, grande quantidade de jornais e revistas e uma biblioteca de apoio à pesquisa com 45 mil volumes.

O ambiente é de fácil navegação tendo o menu à esquerda (destacado em vermelho) o qual você clica no item que quer explorar e as opções aparecem do lado direito (destacado em azul). Para acessar o documento em tamanho aumentado basta clicar com o mouse sobre o documento pretendido e uma nova página abrirá.

No menu Atividades são apresentados documentos na forma original e seu texto digitado para melhor leitura do conteúdo. Ao final de cada página são propostas sugestões de atividades para que o professor possa desenvolvê-las, adaptá-las ou criar novas atividades com seus alunos em sala de aula.

Na Seleção de Fontes há as opções de cada galeria. Para navegar basta clicar na fonte escolhida.

Belíssimo e rico material para o professor trabalhar no segundo semestre.

Para acessar a Exposição Virtual acesse este endereço http://www.arquivoestado.sp.gov.br/exposicao_manuscrito/exposicao.php

ou se preferir clique AQUI