Tarefa de casa – A quem compete?

A mãe deve ajudar o filho?

Se ele não sabe como fazer, a mãe deve explicar?

Essas e tantas outras perguntas fazem parte do cotidiano de mães/pais que têm seus filhos, principalmente, nos anos iniciais do Ensino Fundamental.

Na verdade a Tarefa de casa tem como objetivo maior verificar se a aprendizagem aconteceu ou se ainda restaram dúvidas. Assim como tantos outros recursos a Tarefa de casa é uma ferramenta intencionalmente usada pelo professor com o objetivo de promover e verificar a aprendizagem além de estimular a autonomia do aluno.

O conteúdo da Tarefa de casa foi explicado e exercitado em sala de aula, logo o aluno tem condições de resolvê-la se ele se apropriou do que foi ensinado, ou seja, se ocorreu a aprendizagem. Neste caso a Tarefa de Casa agirá como um reforço.

Caso haja dúvida, o aluno demonstrará dificuldade em realizá-la e é ai que o professor tem que tomar ciência para que possa sanar a dúvida.

Os pais nunca devem fazer a atividade de casa para o filho. Se a mãe/pai realiza a Tarefa para o filho, o professor entende que o aluno aprendeu e segue em frente com a matéria.  Por esta razão é muito importante que o aluno se empenhe em realizar a Tarefa, e caso não a consiga, que retorne para a sala de aula com as tentativas. Levar as tentativas é muito importante para que o professor possa identificar em que momento do desenvolvimento da atividade está ocorrendo a falta de entendimento.

Os pais devem sempre incentivar o filho a tentar realizar a Tarefa para que tenha a possibilidade de superar a dificuldade.

Não se deve descartar a hipótese de que a criança pode ter encontrado um ótimo argumento para deixar de realizar a Tarefa de casa insistindo que a professora não explicou ou mesmo usar o “não entendi” com desculpa constante para não realizar a tarefa.

Há a criança lenta que demora muito para realizar a tarefa e esta demora acaba dando a impressão de que não sabe e deixando seus pais sem paciência. Vale lembrar que cada criança tem o seu ritmo e é muito importante que ele seja respeitado. É por este motivo que a parceria pais/escola/aluno é tão importante.

Por ela ser vagarosa deve ser reservado um tempo maior para a realização da lição de casa. Prepare um ambiente tranquilo, sem interferências, para que a distração não contribua para uma maior demora, e dialogue bastante a incentivando a tentar realizar as tarefas um pouco mais depressa. Este diálogo deve ser de estímulo e motivação e não de cobrança.

Caberá aos pais propiciar um local adequado para que a criança possa se concentrar na Tarefa. Ela deverá ser realizada em local tranquilo sem a presença de televisão, som ou videogames ligados. Deverá ter boa iluminação e ser realizada numa mesa e não no chão ou no colo da criança.

Os pais devem reforçar que a Tarefa de casa compete ao estudante fazer e que ele não precisa esperar a mãe/pai mandar. Cabe a ele tomar a iniciativa de realizá-la e assim desenvolver o senso de responsabilidade, tão importante para a sua trajetória na escola, no trabalho, enfim na vida.

Bom trabalho!

Educação e Sociedade Contemporânea

Quero convidar vocês para assistirem o vídeo da Palestra ministrada por Lucy Duró no Rio Grande do Sul no Congresso do Ensino Privado Gaúcho.

Lucy Duró já esteve aqui no Educa Já! diversas vezes sempre contribuindo para uma Educação de qualidade. Para ter acesso aos outros posts clique AQUI

 Lucy afirma que

“A sociedade contemporânea desenvolveu-se muito em relação a tecnologia, entretanto ainda há um grande contigente de pessoas passando fome no mundo. A escola como uma das intituições sociais responsaveis pela formação humana ainda valoriza uns em detrimento de outros. Desconsidera as diferenças e, muitas vezes, condena crianças e jovens por não atenderem o padrão determinado por ela. Quanto do potencial humano é perdido em uma sala de aula que promove a memorização, a competição e a meritocracia?
Será que a escola está mesmo trabalhando com os valores necessarios para formação de um indivíduo ético?