Professora que faz!

Conversando com a professora Maria Elena Santos Gomes do Mato Grosso  fiquei encantada com o seu Projeto de Lingua Portuguesa o qual ela incentiva seus alunos do Ensino Médio a produzirem Textos. Estas produções são publicadas no blog Produção de Textos: Ensino Médio.

Fiquei encantada e resolvi compartilhar com vocês tanto a ideia que é brilhante quanto as produções que são excelentes! Numa época em que a evasão do Ensino Médio é uma triste realidade, ter contato com ações que incentivam e dão motivação aos alunos desta fase escolar é muito gratificante.

Vou compartilhar algumas produções com link para o blog, pois assim, caso queiram, podem comentar os textos como um reconhecimento ao trabalho realizado e incentivo aos alunos para que dêem continuidade.

Produção de Textos: Ensino Médio

O objetivo do Blog é a divulgação dos textos dos alunos do Ensino Médio da Escola Professor João Batista, como o Artigo de Opinião, cuja opção partiu da proposta das “Olimpíadas de Língua Portuguesa: Escrevendo o Futuro”. Os demais gêneros, objetiva estimular o desenvolvimento das habilidades e competências dos educandos. A ideia é que todos os alunos se beneficiem, além de valorizar e divulgar textos que mostrem a competência dos alunos da escola pública, no uso da língua portuguesa.

Lição de vida

Crônica
Por Leyla Cíntia da Silva – 2 Ano B

Uma manhã mais que tranquila, estou em casa ouvindo o tic-tac do relógio, desvio o olhar e o vejo, são exatamente dez horas, ninguém em casa além de mim, sinto-me só e resolvo dar uma saída, ver o movimento lá fora. Deparo-me com o portão fechado a cadeado, volto pego a chave e saio à rua.

Fico a observar as pessoas, os carros, as motos e as bicicletas indo e vindo. Começo a andar sem rumo, olho para as casas e vejo, moças arrumadas olhando os rapazes que passam, senhoras idosas carregando o fardo da vida, crianças seminuas que correm e brincam de pega-pega…
Dou mais alguns passos, e uma das casas chama minha atenção, casa em madeira, pintura verde já desgasta pelo tempo e vejo uma mãe chamando por seus cinco filhos para o almoço, ao ver-me sorri e convida-me a entrar, aceito e permaneço ali por alguns minutos.

Logo as crianças entram correndo e …continue lendo

O negro na escuridão

Por Paulo Maia – 2 Ano B
Andando pelos becos da grande São Paulo, cuidadosamente atento a todos os detalhes olhando por todos os lados, procuro algo que chamasse mais minha atenção, porém, não esperava que em meio a tantas coisas encontrasse algo que me surpreendesse tanto. Por alguns segundos parecia que estava em um sonho, em minha mente, a realidade invadia o meu sofrimento, pois, logo notei, que na escuridão daquele beco havia um menino abandonado, aproximei-me e ele disse-me que havia saído de casa muito cedo, para que sua mãe não o visse sair.
Em poucos instantes, um transeunte se aproxima do garoto e diz a ele que sua mãe, ao notar sua falta, chorava rezando por ele e de repente, deu seu último suspiro.

O menino, sabendo da noticia, desnorteado começa a usar droga sem parar, no intuito de acalmar aquela tristeza, sua mente começa a pesar, andou para todos os lados e parou em uma esquina, sentou-se na calçada e …continue lendo

Tarefa Difícil

Por: Nágila Pereira 2 Ano B

Penso… Ando olho, respiro, assento-me, levanto-me, como ,bebo, repenso, olho ao meu redor novamente, mas não dá, não consigo, não vai! Não consigo fazer uma simples crônica que conte meu cotidiano, ou de outra pessoa ou algo relacionado a isso. Pois há tantas coisas que acontecem ao longo do nosso dia a dia, que fica difícil escolher um tema e escrever pelo menos, e de preferência uma bela crônica.
Sei lá, há tanta coisa para falar, esta é minha grande dúvida! Em que falar? Futebol? TV? Violência? Crianças? Palhaço? Drogas? Viagens? Polícia? Política? Leis? Escola? Classe social mais baixa ou mais alta? Sinceramente, tenho muitas dúvidas, por isso não sei o que escrever.

Penso na primeira hipótese de um texto. Estou sentada, ou melhor,…continue lendo

http://professoramariaelena.blogspot.com/2011/02/licao-de-vida.html?showComment=1299248164904#c1270498340835977596

Professora que faz

http://educaja.com.br/wp-content/uploads/2010/12/professora-q-faz.jpg

EMEI e ENS. Fundamental Tenente Daniel Aluízio Nazário (Entidade Municipal), em Guiratinga – MT, que leciona na sala de informática, nos mandou este material riquissimo para ser compartilhado com todos vocês.

Projeto: Gincana da Tabuada.

Os números estão diretamente ligados à maneira como vemos o mundo, como interagimos com ele, como sobrevivemos nele e também à forma que utilizamos para nos comunicar.

Os números são imprescindíveis. Quem não se lembra das tabuadas de multiplicar, aprendidas na escola dos “antigos”, com sabatinas quase musicais das multiplicações, memorizadas e na escola dos jovens com abstrações lógicas e cálculos mentais?

A tabuada foi criada pelo homem para suprir a necessidade de representar por meio de tabelas a definição de um produto adquirido através de dois números naturais, gerando um terceiro, denominado produto.

Existem alguns tipos de tabuadas de multiplicar e um deles é a tabuada de multiplicação tradicionalmente conhecida pelas repetições e memorizações de antigamente. Decorava-se o produto de números entre 1 e 10 por sucessivos números entre 1 e 10.

Hoje, fala-se mais em tabela de multiplicação por coordenadas cartesianas. Sendo assim, nossa escola E. M. Tenente Daniel Aluizio Nazário, contemplou essa  tabela decimal a Tabuada com atividades diversificadas, encantando os alunos e fazendo-os compreender como raciocinar deferente para aprender a Tabuada de Multiplicação. Cada professor aplicou a sua metodologia, estratégia e enfim, houve a inserção de vários jogos que contribuíram para a concretização dessa Matemática.

Entre as docentes destacou-se a Professora Zilka Moreira, que providenciou medalhas com a parceria da Secretaria Municipal de Educação e do funcionário público amante do futebol Gilmar Nunes.  E a mesma, também conseguiu bombons como um segundo prêmio para os alunos que acertassem a Tabuada.

O Projeto prosseguiu da seguinte maneira: primeiro foi dividida a sala em duas equipes ‘A’ e ‘B’ (4º ano), depois usando balões cada líder escolhia um aluno para estourar, pegar as 4 (quatro) tarefas que havia dentro e respondê-las prontamente. O aluno que  concluía a tarefinha conquistava ponto no placar da equipe. Assim, foi feito sucessivamente até que a quantidade de balões se esgotassem.

Para tanto, a Professora convidou a Coordenadora Clarice Dallabrida, a Turma da 5º ano, a qual também acabou participando com 4 (quatro) alunos. Ao término,  a professora Lucineide Magalhães e a Coordenadora entregaram as medalhas aos vencedores.

Portanto, como toda pedagoga, a professora Zilka Moreira, não deixou os alunos sentirem-se entristecidos por não serem vencedores, dando as medalhas de ouro e prata para as equipes que ficaram em 1º e 2º lugares e bombons para todos os alunos pelo esforço e empreendimento de cada um que foi somado para a realização do Projeto.

Nossos Parabéns à Professora Zilka e aos demais Professores, que continuem o trabalho com cálculos matemáticos, motivando os alunos a apreenderem mais e mais com interesse e entusiasmo.

Texto: Profª Vanda Cardoso  – Guiratinga-MT/Ano 2010.

Professora que faz!

Olá amigos professores,

venho compartinhar com vocês a 2ª Exposição de Artes Plásticas realizada em dezembro de 2009 na Escola Maria Aliete de Freitas Macêdo no Distrito de Salobro, Município de Pesqueira – Pernambuco realizada por Sandra Maria Silva de Macêdo.

Foram expostas releituras de vários artistas como: Tarsila do Amaral, Cândido portinari, Alfredo Volpi Aldemir Martins, Romero Bitto , Cícero Dias , entre outros Brasileiros, como também artistas internacionaois: Matisse, Salvador Dali, Van Gogh,Edward Munch…

Foi feita uma instalação com garrafas de vidro,incentivando o reaproveitamento de materias que poluem o meio ambiente e também com o objetivo de decorar alguns ambietes em casa.

Vejam as fotos:

Feliz Dia do Professor!

Estou radiante de tanta alegria!
Aguardei o DIA DO PROFESSOR para compartilhar com vocês o grande presente que recebi da Revista Nova Escola.

Sim, recebi um belíssimo presente no Dia do Professor: Meu conto “O Sucesso da Mala” ganhou o primeiro lugar no concurso Especial Dia do Professor e além de eu ter o meu conto publicado e brilhantemente ilustrado, ganhei uma mala, vermelha, lindíssima, recheada de livros. São 61 livros que eu ao longo do tempo irei compartilhando com vocês.

Este presente me encheu de orgulho e alegria e compartilho com vocês que acompanham o Educar Já! diariamente e que sempre têm uma palavra de carinho, um comentário de incentivo, enfim, muito companheirismo, muita solidariedade, muito profissionalismo.

Como vocês sabem eu adoro escrever e falar sobre educação é realmente o meu assunto preferido.
Ser premiada naquilo que você faz com tanto amor e dedicação é o resultado que todos querem ter.
Agradeço muito a todos que se empenharam em tornar o meu trabalho ainda mais bonito e agradeço a todos vocês que me incentivam diariamente a continuar a trilhar os caminhos da educação.

Cada um de vocês é um pouco dono da mala que descrevo na história. Tenho certeza que muitos de vocês já vivenciaram esta realidade e que continuaram a caminhada porque tinham uma mala como ferramenta.

Feliz Dia do Professor para todos vocês!
Sintam-se calorosamente abraçados.
E seguimos nos trilhos da Educação
Beijinhos com muito carinho

Cybele Meyer

Professora que faz!

Fátima Rondon é Diretora em três escolas e nos acompanha desde o início do Educar Já!

Fátima nos conta que está desenvolvendo nas três escolas: duas rurais “Sítios dos Campos” e “Orlando Boni” e uma urbana ” Profª Maria Nilsen” um trabalho sobre alimentação saudável.

Promoveu Palestra com nutricionista para pais e alunos.
Esta iniciativa de incluir os pais no Projeto é fundamental, pois além de trazer a família para junto da escola possibilita trabalhar noções de como oferecer uma alimentação saudável e balanceada para os filhos.

Há também uma horta orgânica feita em garrafas pets trabalhando também a importância da reciclagem.

O acompanhamento e cuidados com a horta desenvolvidos pelos alunos dá a eles a real conscientização e estímulo para a mudança dos hábitos alimentares despertando o gosto pelas comidas saudáveis e abandonando a prática tão comum de se alimentarem de salgadinhos, bolachas recheadas e tantas outras opções que nada acrescentam ao desenvolvimento físico e mental.

Fátima Rondon é uma Diretora que faz!

HOMENAGEM AOS PROFESSORES

QUERIDOS AMIGOS PROFESSORES,

Nós, ao longo da caminhada guiamos com dedicação, compreensão, luta, paciência e inteligência aqueles que serão os cidadãos de bem da nossa Nação.

Carregamos na bagagem da vida experiências eternas.

Desejo a todos vocês que a estrela da sabedora brilhe sempre.

Faço minhas as palavras do tão especial Gabriel Perissé

Meu beijo carinhoso

Cybele Meyer