Viajar também é um exercício de educação

Foto 2

 

Encarar a realidade de outros países com situações melhores ou piores que a nossa é uma forma de avaliarmos o que podemos melhorar em nossas ações diárias como cidadão. Sair do que estamos acostumados a ver e observar como outras sociedades se comportam, abre uma visão mais ampla de como soluções e problemas são encarados, por isso viajar também é um caminho para evoluir.

Quando um brasileiro viaja de férias para o exterior, para a Europa por exemplo, em alguns países, o que mais chama à atenção é a limpeza das ruas e coleta separada do lixo. Se a estadia for mais longa e a pessoa participar dessa ação de separar o lixo para reciclagem, ao voltar ao país de origem, sente a necessidade de dar continuidade à tarefa.

A pergunta que vem à cabeça é por que funciona em outros países e não no nosso? Existe a necessidade é claro da presença de programas do governo, tanto de incentivo quanto punição – como multa para quem joga lixo no chão. Entretanto, através da ação de cada um, o cenário pode também ser modificado. Não há como negar, as grandes ações partem de indivíduos que começam a fazer diferente em suas comunidades.

Outra atitude muito difundida é evitar usar sacolas plásticas nas compras em supermercado, no lugar usar bolsa ecológica, assim diminuindo a quantidade de lixo acumulado e uso indiscriminado de plástico, essa ação já é comum e faz parte do dia a dia das pessoas em vários países.

Por outro lado, quando em uma viagem observamos em algumas situações que temos também no nosso lugar características positivas, é saudável a valorização e reconhecimento do que temos de bom. E isso pode ser notado em várias áreas, produtos locais, alimentos ou até mesmo nas relações humanas. Quando um estudante passa por um período de intercâmbio volta com alguma mudança ou visão mais ampla da vida e do mundo, por isso é tão importante a troca e interação entre as pessoas.

Aproveite sempre uma viagem para observar o que de bom você pode levar para seu país e o que de negativo você pode evitar. Não esqueça do planejamento e lembre-se que um seguro viagem internacional é importante para qualquer viagem para fora do Brasil.

A troca de informações é uma rica oportunidade de vivenciar pessoalmente as características de outras cidades ao redor do mundo, e essa evolução é tanto pessoal quanto coletiva, já que você estará compartilhando suas experiências através de suas  atitudes nos grupos em que você se socializa.

Qual viagem mudou sua forma de encarar o mundo?

Por Roberta Clarissa Leite

Viajando no carnaval!

Nesta época de carnaval muitas famílias optam por passar o feriado fora da sua cidade. Você que já deve ou está enfrentando as estradas com certeza já revisou o carro antes de colocar as malas no carro. Não há nada mais preocupante do que ter um problema no meio da estrada e ficar parado no acostamento esperando socorro. Com o grau de violência nas estradas, parar no acostamento é só em último caso. Além de ter os pneus em bom estado e calibrados, o óleo e a água verificados, lembre-se de verificar as pastilhas e lonas de freio além da correia dentada.  Com este tempo de chuva a palheta do limpador de vidros não pode ser esquecida

Por falar em chuva, aqui vai uma dica caso ela apareça no meio da viagem, o que não é nada difícil nestes dias de calor escaldante. Começou a chover, não importa se é chuva forte ou fraca, diminua a velocidade, continue com os faróis acessos (na estrada viaje sempre com os faróis acessos), ligue o limpador de pára-brisa e o desembaçador e mantenha uma distância de pelos menos dois carros em relação ao carro da frente.

Nunca fale ao celular nem na cidade e muito menos na estrada. Saiba que falar ao celular enquanto está dirigindo é tão perigoso quanto dirigir embriagado. Tanto um quanto outro promovem a distração, e ela é responsável por 80% dos acidentes.

Seja cuidadoso e prudente ao dirigir. A imprudência coloca em risco tanto a sua vida quanto a do outro. Evite ultrapassagens quando a visibilidade não for satisfatória, respeite as regras de trânsito e a velocidade permitida e se errar a entrada, aguarde o retorno e NUNCA dê marcha a ré nem mesmo no acostamento.

Tomando estas precauções básicas sua viagem, de ida e de volta, correrá tranquila e segura. Depois é só aproveitar o Carnaval! Se você gosta de “cair na farra” aproveite com responsabilidade, agora se você procurou um lugar para descansar, então descanse e recupere todas as energias.

Bom feriado de Carnaval para todos!